Greve 2013 | Agências bancárias amanhecem fechadas na Bahia

Greve dos bancários 2013 é deflagrada.
Greve dos bancários 2013 é deflagrada.
Greve dos bancários 2013 é deflagrada.
Greve dos bancários 2013 é deflagrada.

Bancários de todo o Brasil entram em greve por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira (19/09/2013). Por quase dois meses o Comando Nacional tentou resolver a campanha salarial na mesa de negociação com os bancos. Apresentou números que demonstram a possibilidade de atender as reivindicações da categoria por aumento real, PLR, mais contratações, melhores condições de trabalho e segurança.

No entanto, após quatro rodadas, a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) ofereceu reajuste salarial de apenas 6,1%. As empresas ainda tiveram até esta quarta-feira (18/09) para retomar as conversações, mas preferiram o silêncio. Sem alternativa, os trabalhadores se reuniram em assembleia na noite desta quarta-feira (18/09), no Ginásio de Esporte, Ladeira dos Aflitos, para organizar a paralisação.

“Novamente, o setor mais lucrativo da economia trata com descaso as nossas demandas”, ressalta o presidente do Sindicato da Bahia, Euclides Fagundes, lembrando alguns dados importantes. No primeiro semestre, as principais organizações financeiras tiveram lucro líquido de quase R$ 30 bilhões. Os números se repetem ano a ano.

O presidente reforça a crítica destacando a alta remuneração dos executivos. “No Itaú, por exemplo, um diretor ganha, em média, R$ 9,05 milhões por ano, o equivalente a 234,27 vezes o salário de um bancário. O Santander paga R$ 5,6 milhões e o Bradesco R$ 5 milhões”. Situação que se repete nos demais bancos.

Também na assembleia, o presidente da CTB Nacional, Adilson Araújo, chamou a atenção para a necessidade de união e mobilização entre a categoria.

*Com informações do Sindicatos dos Bancários.

Sobre Carlos Augusto 9717 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).