Prefeito ACM Neto ainda mantém Subúrbio Ferroviário de Salvador na exclusão, afirma vereador soteropolitano Hilton Coelho

Vista aérea de Salvador.
Vista aérea de Salvador.
Vista aérea de Salvador.
Vista aérea de Salvador.

Há 16 dias o vereador Hilton Coelho (PSOL) tem realizado atividades na região do Subúrbio Ferroviário, em especial na Baixa do Fiscal, em conjunto com moradores e militantes do movimento social para reivindicar melhores condições na área. Nessas ações, que ele chama de “Gabinete de Rua” foram distribuídos abaixo-assinados com cerca de 70 mil assinaturas. “O prefeito ACM Neto prometeu resolver a situação do local e o atraso na entrega das obras desespera a população que já não aguenta tanto congestionamento, buracos e falta de infraestrutura. Dizem agora que vão entregar a pista para trânsito normal. Ora, sabemos que apenas recapear a área não adianta. Será apenas mais uma obra de fachada que na primeira grande chuva se dissolverá como as outras. O que reivindicamos é uma obra de saneamento básico e de infraestrutura que solucione e não mascare os problemas”, afirma o vereador.

Hilton Coelho lembra que a precariedade do transporte ferroviário expõe ainda mais a população. “Com a situação precária da Baixa do Fiscal, para fugir dos transtornos a população tem utilizado ainda mais o trem suburbano de Salvador que percorre um trajeto de 13,5km e transporta cerca de 10 mil passageiros diariamente de forma precária em vagões lotados e desconfortáveis, o que só agrava as péssimas condições de vida dos moradores. O povo está escaldado com tanto descaso, com a falta de respeito da gestão pública que fez a opção preferencial pelos ricos da cidade, não é sem motivo que as incorporadoras terão isenção de imposto. É difícil compreender como é possível que em uma região com cerca de 600 mil habitantes não tenha um sistema ferroviário eficiente. Insistimos que a solução é uma política de mobilidade que garanta a ligação do Metrô de Cajazeiras ao Subúrbio Ferroviário, o que viabilizaria a locomoção de nossa gente”.

“O Subúrbio Ferroviário é uma das mais belas áreas de Salvador, com mais de 25% da população da cidade, ou seja, mais de 600 mil pessoas, que vivem sob péssimas condições de mobilidade. Lembremos que a pauta da mobilidade foi o grande tema da última campanha, ACM Neto falou da ligação do metrô do Subúrbio a Cajazeiras, mas seu primeiro ato foi passar a responsabilidade para o Estado, e assim, lavou as mãos. Queremos realizar na primeira quinzena de outubro uma audiência pública na região, de preferência no Cine-Teatro Centro Cultural Plataforma, com prévia preparação e com reuniões nas diversas localidades do Subúrbio Ferroviário. Só com ampla mobilização popular conquistaremos uma solução. A promessa de Metrô até Cajazeiras foi uma conquista popular. A população agora quer que o Subúrbio seja contemplado e que os governos estadual e municipal finalmente descubram que a região faz parte da Bahia e de Salvador”, finaliza Hilton Coelho.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110988 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]