XVI Festival Nacional 5 Minutos abre inscrições com 32 mil reais em prêmios

Em formato expandido, evento incorpora novas ações de difusão audiovisual com foco na transversalidade das linguagens, além de deslocar o eixo tradicional da capital para o interior; Festival começa na cidade de Paulo Afonso e, entre outubro e novembro, passa por Vitória da Conquista e Cachoeira antes de chegar a Salvador.
Em formato expandido, evento incorpora novas ações de difusão audiovisual com foco na transversalidade das linguagens, além de deslocar o eixo tradicional da capital para o interior; Festival começa na cidade de Paulo Afonso e, entre outubro e novembro, passa por Vitória da Conquista e Cachoeira antes de chegar a Salvador.
Em formato expandido, evento incorpora novas ações de difusão audiovisual com foco na transversalidade das linguagens, além de deslocar o eixo tradicional da capital para o interior; Festival começa na cidade de Paulo Afonso e, entre outubro e novembro, passa por Vitória da Conquista e Cachoeira antes de chegar a Salvador.
Em formato expandido, evento incorpora novas ações de difusão audiovisual com foco na transversalidade das linguagens, além de deslocar o eixo tradicional da capital para o interior; Festival começa na cidade de Paulo Afonso e, entre outubro e novembro, passa por Vitória da Conquista e Cachoeira antes de chegar a Salvador.

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), através da sua Diretoria de Audiovisual (DIMAS), recebe até 23 de setembro de 2013 as inscrições para a 16ª edição do Festival Nacional 5 Minutos. O concurso visa à seleção de 50 vídeos com duração de até cinco minutos, de temática e estética livres, para integrar a Mostra Competitiva do evento, que distribuirá um total de R$ 32 mil em prêmios. O texto do edital, bem como seus anexos, pode ser consultado nos sites da DIMAS (www.dimas.ba.gov.br) e da FUNCEB (www.fundacaocultural.ba.gov.br).

Já tradicional ação de incentivo à experimentação, produção e difusão do audiovisual no Brasil, o projeto se amplia, incorporando o conceito de transversalidade das linguagens com ações que transcendem os espaços habituais de exibição, explorando a geografia das cidades, patrimônios históricos e o cotidiano dos seus moradores. O 5 Minutos Expandido terá projeções públicas em bares, prédios de grande valor arquitetônico e até nos cânions do São Francisco. Esse caráter múltiplo reforça e atualiza dois dos conceitos fundamentais do festival: de um lado a liberdade – de formatos, gêneros, técnicas e temas – e, de outro, a permanente expansão na exploração das mais variadas formas de expressão audiovisual – seja tecnológica, de narrativas ou de suportes.

Há extensões inéditas: o XVI Festival Nacional 5 Minutos Expandido será realizado entre 29 de outubro e 30 de novembro deste ano, passando a perdurar um mês inteiro – até o ano passado, a ação era de uma semana. Para completar, a programação não apenas movimentará diversos circuitos de exibição em diferentes regiões dentro da própria Salvador e em 13 cidades do interior do estado para onde é levada a Mostra Competitiva, como também terá as cidades de Cachoeira, Paulo Afonso e Vitória da Conquista como sede das ações.

Assim, além de exibir um mosaico da mais recente produção audiovisual brasileira, o evento abrirá espaço para as mais diversas formas de expressão baseadas no uso da imagem e do som, entre elas a videoarte, o videomapping e a videoinstalação. Também frutífero lugar de intercâmbio entre realizadores de todo o país, o Festival promove atividades paralelas, que buscam investir na formação e aperfeiçoamento dos profissionais, discutir pautas de interesse da classe e dar visibilidade às suas ações.

DOS PRÊMIOS E INSCRIÇÕES – Os prêmios da Mostra Competitiva são divididos em quatro categorias: “1º lugar – Prêmio Walter da Silveira”, no valor de R$ 12 mil; “2º lugar – Prêmio Alexandre Robatto”, no valor de R$ 10 mil; “3º lugar – Prêmio Roberto Pires”, no valor de R$ 8 mil; e “Prêmio Vito Diniz”, no valor de R$ 2 mil, para o melhor vídeo de jovem realizador, escolhido dentre os participantes com idade de até 21 anos. Os vídeos não-selecionados para a Mostra Competitiva poderão integrar a programação da mostra Panorama Nacional, de caráter não-competitivo.

Podem se inscrever pessoas físicas, brasileiros natos ou naturalizados, além de estrangeiros com situação de permanência legalizada, de qualquer estado do país, que sejam diretores ou codiretores da(s) obra(s) a ser(em) apresentada(s). Cada proponente pode submeter até três vídeos, que não devem ter sido exibidos em edições passadas do evento. As inscrições são efetivadas tanto presencialmente, na sede da DIMAS, em Salvador/BA, de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 e das 14 às 18 horas, quanto por via postal, através dos serviços de Correspondência Registrada ou Sedex, com Aviso de Recebimento, com a apresentação, em envelope lacrado, dos documentos listados na minuta do edital.

SERVIÇO

Inscrições para o XVI Festival Nacional 5 Minutos

Até 23 de setembro

Inscrições presenciais:

Na DIMAS (Rua General Labatut, nº 27, subsolo, Barris, Salvador/BA. CEP 40.070-100)

De segunda a sexta-feira, das 9 às 12 e das 14 às 18 horas

Inscrições via postal:

Unicamente através dos serviços de Correspondência Registrada ou Sedex, com Aviso de Recebimento/AR, encaminhadas para o mesmo endereço.

Sites:

DIMAS: www.dimas.ba.gov.br

FUNCEB: www.fundacaocultural.ba.gov.br

Informações: 71 3116-8117 ou 3116-8143 | [email protected]

Realização: DIMAS/ FUNCEB/ SecultBA

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9616 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).