Vereador levanta dúvidas sobre licitação da coleta de lixo de Feira de Santana

José Carneiro: “a construção das avenidas Ayrton Senna e Nóide Cerqueira serviria como indicador para promover duas grandes vias de desenvolvimento de Feira de Santana ... Diversas emendas liberaram recursos da União por intermédio do Governo do Estado, mas depois de quase 10 anos de promessas, pouco se tem feito em uma, e nada em outra”
José Carneiro: “a construção das avenidas Ayrton Senna e Nóide Cerqueira serviria como indicador para promover duas grandes vias de desenvolvimento de Feira de Santana ... Diversas emendas liberaram recursos da União por intermédio do Governo do Estado, mas depois de quase 10 anos de promessas, pouco se tem feito em uma, e nada em outra”

A licitação de emergência para contratação de empresa para coleta e destino do lixo domiciliar produzido em Feira de Santana foi alvo de questionamentos do vereador José Carneiro, em seu discurso na tribuna da Câmara, nesta terça-feira (27/08/2013).

 “Há mais ou menos um mês, eu disse a um vereador que não precisava ser vidente para adivinhar que não teria licitação do objeto mais cobiçado deste país que é o lixo. Ao longo dos anos tem sido contratos emergenciais e agora não foi diferente. Mas um contrato emergencial surge em Feira de Santana para fazer a limpeza da nossa cidade Princesa do Sertão”, reclamou.

José Carneiro informou que a empresa paulista Construrban Engenharia de Construção Ltda., que venceu a licitação, apresentou o menor valor – R$ 10.167.456,00. “A segunda colocada apresentou proposta de R$ 10.183.836,00, uma diferença enorme de 0,2 ou 0,3%. Eu conheço isso; já participei de algumas licitações e sei das tramóias que rolam nesse setor”, disse.

O vereador afirmou que o que mais lhe causou perplexidade foi o fato de a Jotagê Engenharia, empresa que estava fazendo o serviço de limpeza pública, apresentar proposta de R$ 13.146.627,06. “Este valor representa mais de 30% acima da empresa ganhadora”, declarou Carneiro.

O edil disse que o que chama atenção também é o fato de a Construrban ser da mesma cidade da empresa Sustentare Serviços Ambientais S/A. “O que eu entendo é que o fedor do lixo é tamanho, está me cheirando alguma coisa errada, está me cheirando alguma coisa que a gente não consegue entender. É preciso que se veja, de alguma forma, que cheiro é esse que está no ar. Será que esta empresa tem alguma ligação com a Sustentare”, indagou.

O líder governista, Carlito do Peixe (DEM), afirmou que, no processo licitatório, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana agiu com transparência, dentro da legalidade. “Se houve entendimentos, foi por parte das empresas, a Prefeitura se interessou pelo menor preço”.

Novamente com o uso da palavra, José Carneiro reclamou que recentemente um ex-engenheiro da Sustentare, Francisco Vieira, fez graves denúncias com relação a crime ambiental provocado pela empresa em Feira de Santana, mas segundo o vereador, o poder público municipal, até o momento, não tomou as devidas providências.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120472 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.