Vereador feirense Pablo Roberto critica licitação para coleta e tratamento de lixo e pede suspensão imediata do processo

Pablo Roberto: “A Prefeitura continua burlando o processo licitatório. Falta transparência e legalidade”.

Pablo Roberto: “A Prefeitura continua burlando o processo licitatório. Falta transparência e legalidade”.

A operação do serviço de coleta e destinação do lixo em Feira de Santana voltou a ser questionada pelo vereador Pablo Roberto (PT), na sessão desta quinta-feira (01/08/2013), sugerindo a existência de uma “relação escura” entre a Prefeitura Municipal e a empresa Qualix. Ele disse que já existe um processo em tramitação no Ministério Público Estadual e anunciou que irá ao Ministério Público Federal e Ministério do Meio Ambiente.

“A Prefeitura continua burlando o processo licitatório. Falta transparência e legalidade”, afirmou o vereador oposicionista, que defende a suspensão do processo. Pablo falou também sobre as condições do lixão. “A situação é preocupante, pois a poluição é permanente na área, que fica a menos de 10 quilômetros do centro da cidade”, frisou. O vereador denunciou ainda a falta de uma política de meio ambiente na cidade.

O edil defende a suspensão imediata do processo licitatório. Finalizando a fala, o vereador alertou a inexistência de políticas voltadas para o meio ambiente que junto com a população sofrem com o descaso na nossa cidade.

Confira o áudio do pronunciamento

Pronunciamento do vereador Pablo Roberto em 1 de agosto de 2013.

Leia +

INEMA deverá apurar denúncia contra empresa Sustentare, afirma vereador feirense Marcos Lima

Prefeitura de Feira de Santana emite nota sobre suspensão da milionária licitação do serviço de limpeza pública

Máfia do lixo | Juiz determina suspensão de licitação milionária da prefeitura de Feira de Santana argumentando vícios e indícios de favorecimento

Secretaria Estadual do Meio Ambiente da Bahia emite nota sobre matéria do JGB em que aponta envolvimento de Eugênio Spengler com a Sustentare

Máfia do lixo | Lançado pela Prefeitura de Feira de Santana, edital de R$ 129 milhões possui vícios, indícios de favorecimento e traz prejuízos a trabalhadores

Máfia do lixo | Documento comprova envolvimento do secretário do meio ambiente da Bahia, Eugênio Spengler, com a empresa Sustentare, em Feira de Santana

Máfia do lixo | Parte da população feirense respira, nas noites e madrugadas, os fétidos odores do lixo que ela própria produz

Denúncia de crime ambiental envolve ‘máfia do lixo’ em Feira de Santana. Segundo fontes, organização atuou até mesmo dentro do MP

Vereador feirense Pablo Roberto critica licitação para coleta e tratamento de lixo

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).