Pronatec certifica educandos da Fundac em Feira de Santana

Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) Zilda Arns, unidade da Fundação da Criança e Adolescente (Fundac) em Feira de Santana.
Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) Zilda Arns, unidade da Fundação da Criança e Adolescente (Fundac) em Feira de Santana.
Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) Zilda Arns, unidade da Fundação da Criança e Adolescente (Fundac) em Feira de Santana.
Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) Zilda Arns, unidade da Fundação da Criança e Adolescente (Fundac) em Feira de Santana.

Na próxima segunda-feira (19/08/2013), dezessete educandos atendidos na Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) Zilda Arns, unidade da Fundação da Criança e Adolescente (Fundac) em Feira de Santana, receberão o certificado do curso profissionalizante Climatização e Refrigeração do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A ação é resultado da parceria entre Fundac, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) e governo federal.

A cerimônia será realizada às 14h30 na unidade, que fica localizada na rua Tobias Barreto, s/n, bairro SIM. O evento contará com a presença de educandos, técnicos e parceiros.

“A qualificação profissional é um instrumento eficaz de inclusão social, transformação e garantia de direitos. Este é o nosso maior objetivo e as parcerias são fundamentais”, destacou a diretora geral da Fundac, Ariselma Pereira.

A turma é sexta formada pelo Pronatec na Fundac, totalizando 820 vagas. Além do IFBA, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) também são realizadores da educação profissional nas unidades da Fundac.

Aprendizagem na Medida

Na ocasião, também terá início mais uma turma do programa Aprendizagem na Medida, promovido pela parceria entre Fundac, Superintendência Regional do Trabalho e Emprego da Bahia, do Ministério Público do Trabalho e Emprego (MTE), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai)  e empresas privadas.

Serão qualificados quarenta adolescentes nos cursos de Rotinas Administrativas com Informática e Auxiliar de Panificação e Confeiteiro. O programa já capacitou 40 jovens atendidos na Case CIA e garantiu 112 vagas ao todo.

O programa foi lançado em fevereiro e garante a qualificação e inserção profissional dos educandos como jovem aprendiz em empresas de médio e grande porte. Além da qualificação, os adolescentes terão carteira de trabalho assinada e remuneração.

Sobre Carlos Augusto 9451 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).