Presidente do PT da Bahia diz que composição da majoritária para disputa ao governo da Bahia ocorre “sem estresses ou imposições”

Governador Jaques Wagner, ex-senador José Eduardo Dutra e o presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo. Debate sobre sucessão do governo da Bahia cria tensão no partido
Governador Jaques Wagner, ex-senador José Eduardo Dutra e o presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo. Debate sobre sucessão do governo da Bahia cria tensão no partido
Governador Jaques Wagner, ex-senador José Eduardo Dutra e o presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo. Debate sobre sucessão do governo da Bahia cria tensão no partido
Governador Jaques Wagner, ex-senador José Eduardo Dutra e o presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo. Debate sobre sucessão do governo da Bahia cria tensão no partido

“Sem estresses ou imposições”, assim garantiu o presidente estadual do PT da Bahia, Jonas Paulo, ao ser questionado pela imprensa de como estaria sendo realizada a escolha da candidatura ao governo da base de Jaques Wagner e como seria a montagem da Chapa Majoritária para 2014. “Tudo será conduzido no mais intenso diálogo entre os partidos da base, o PT nacional e estadual e os líderes Dilma e Lula, sob coordenação de Wagner. O que se pode concluir é que temos duas certezas: a primeira; é que o pleito presidencial é quem irá orientar as alianças nos estados. A segunda; é que o PT é o maior partido em diretórios, deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e filiados na Bahia, possuindo nítida prioridade na escolha do líder na Chapa Majoritária”, explicou Jonas Paulo.

O presidente destacou ainda a necessidade de se montar uma aliança com o máximo de unidade. “Temos que montar uma aliança em que todos os partidos cresçam em suas bancadas, como em 2010” e revelou:” a decisão será tomada ainda este ano, no tempo e na hora certa e envolverá diversas cabeças, além de ouvir o clamor das ruas. O nosso objetivo é unir a base e empolgar a militância, esse é o nosso principal capital”, disse entusiasmado.

Otimista, Jonas concluiu pontuando a importância da Bahia para a eleição nacional. “A estratégia de sermos vitoriosos na Bahia é o centro referencial que garantirá a reeleição da presidente Dilma”, finalizou.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9305 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).