O Governo e os impostos

Antônio Alberto de Oliveira Peixoto.
Antônio Alberto de Oliveira Peixoto.

Em uma sociedade organizada é imprescindível o pagamento dos impostos, que “deveriam” ser revertidos como benefícios à população. Infelizmente sabe-se que boa parte deste dinheiro não é aplicado adequadamente, não retornando em forma de benefícios para a sociedade e passando a ser uma fonte de insatisfação.

Aliado a este comportamento abominável está a expectativa da maioria dos contribuintes de obter maiores lucros pessoais, específicos, através da mentalidade de sonegação de impostos que para certas pessoas também é causada pela elevada carga tributária. Também pode-se citar os diversos casos de corrupção que assola o país. No final das contas é a sociedade quem herda todas as mazelas oriundas destes fatos, como: saúde sucateada, insegurança, pouco investimento na educação, salários dos servidores públicos aviltados, vias públicas sem condições de se trafegar com segurança, entre tantos outros.

Existe um projeto criado pela Receita federal – Educação Fiscal – que propõe a criação de uma consciência voltada ao exercício da cidadania. Tem como principal objetivo propiciar a participação do cidadão no funcionamento e aprimoramento dos instrumentos de controle social e fiscal do estado. Espera-se que não seja só mais um projeto como tantos outros, que não saíram do papel ou foram mal aplicados.

É fundamental que haja um combate acirrado à corrupção em todos os níveis, segmentos e uma maior conscientização dos contribuintes para que o “fenômeno” da corrupção no Brasil – que abrange aspectos históricos – deixe de provocar prejuízos incalculáveis à sociedade. Um estudo feito pelo Governo concluiu que existe um distanciamento nas relações Estado-cidadão, o qual pode ser reduzido pelo programa de Educação Fiscal. É fundamental também, que o cidadão brasileiro faça a sua parte.

Alberto Peixoto
Sobre Alberto Peixoto 488 Artigos
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: [email protected] Saiba mais sobre o autor visitando o endereço eletrônico http://www.albertopeixoto.com.br.