Municípios baianos do território Portal do Sertão recebem investimentos em piscicultura

Prefeitos do Portal do Sertão, deputados e membros do governo da Bahia.
Prefeitos do Portal do Sertão, deputados e membros do governo da Bahia.

A Bahia Pesca e o consórcio de prefeituras “Portal do Sertão”, que reúne 14 municípios no estado, uniram esforços para desenvolver a piscicultura na região. As primeiras ações da parceria envolvem a implantação de uma unidade de beneficiamento e 120 tanques-rede distribuídos nas cidades de Antônio Cardoso, Santo Estêvão e Conceição da Feira. Cerca de 100 famílias serão beneficiadas com os equipamentos, que irão gerar um incremento de aproximadamente R$ 1,2 milhão ao ano para os piscicultores familiares.

Esta é a primeira parceria entre a Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), e um consórcio público intermunicipal com foco na política de pesca governamental.  Segundo o Presidente da Bahia Pesca, Cássio Peixoto, o principal objetivo da ação é promover o desenvolvimento das comunidades pesqueiras do território do Portal do Sertão. “O Governo da Bahia tem a preocupação de fortalecer a pesca, a aquicultura e a piscicultura do estado. Já ocupamos a terceira colocação no ranking nacional de produção de pescado, mas queremos mais. Desta forma, é natural a formação de parcerias com as prefeituras para termos uma ação mais eficaz nos diversos territórios da Bahia”, afirma Cássio Peixoto.

Cada tanque-rede tem capacidade de produzir duas toneladas de pescado por ano. “Serão 240 toneladas de tilápias e outros peixes que poderão ser comercializados ou alimentar as famílias dos próprios pescadores na região do Portal do Sertão”, explica o subgerente de piscicultura da Bahia Pesca, Antonio Laborda.

Unidades Modulares de Beneficiamento

As unidades modulares de beneficiamento são compactas e de fácil instalação. Contam com ambientes para recepção do pescado, fábrica de gelo, câmara de espera, sala de beneficiamento de pescados, gabinete de higienização, sala de embalagens, câmara de estocagem, sala de expedição, almoxarifado, escritório e sanitários. “Com a unidade, o pescador aumenta a qualidade dos peixes, sua produtividade e, consequentemente, seus lucros”, diz Laborda.

Já os tanques-rede tem o benefício de aumentar a oferta de pescado cultivado, ser uma nova fonte de produção de alimento e permitir o aproveitamento integral dos recursos hídricos de cada cidade.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109924 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]