Jiu-Jitsu: A Arte Suave que forma cidadãos

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Atletas da equipe Gracie Barra.
Atletas da equipe Gracie Barra.
Atletas da equipe Gracie Barra.
Atletas da equipe Gracie Barra.

O Jiu-Jitsu ou arte suave é mais do que uma simples luta, é uma filosofia de vida, que engloba não só golpes e posições dentro do tatame, como atitudes fora dele.

De uns tempos para cá, surgiram academias das mais variadas lutas orientais. A verdade, é que todas essas lutas foram desenvolvidas com base no antigo Jiu-Jitsu, composto de 113 estilos. Desde a criação das técnicas do jiu-jitsu no Japão, até a evolução do desporto para o qual conhecemos atualmente, o Jiu-Jitsu é considerado uma verdadeira arte marcial, que envolve a disciplina física e mental.

Em Feira de Santana, a cada dia cresce o número de crianças e adolescentes adeptos dessa modalidade. De acordo com o professor da equipe Gracie Barra, Samuel Carvalho, esse crescimento ocorre principalmente pelos benefícios que essa técnica traz, proporcionando um desenvolvimento físico, psíquico e social de forma integrada.

‘’O praticante de Jiu-Jitsu precisa, não só ter disciplina e respeito dentro do esporte, como conseguir transportar esses conceitos para a sua rotina. O Jiu-Jitsu é lúdico, e os ensinamentos da arte suave, não devem ser empregados somente na luta em si. Quando dominamos um adversário, estamos aprendendo mais do que um simples golpe, estamos aprendendo a domar nossas ações e dominar nossos próprios problemas’’, explica Samuel Carvalho.

Criança e jovens, vítimas maiores da insegurança e dos temores, se tornam auto-confiantes e passam a ter maior desenvolvimento nos estudos, nos esportes em geral e até mesmo no relacionamento familiar.  É o que explica Gercineide Ribeiro Cunha, mãe do aluno Erivaldo Cunha Junior, de 16 anos. Segundo ela, o jiu-jitsu ajudou na coordenação motora do filho, que passou a se manter mais ocupado e as notas escolares, aumentaram, além da capacidade de concentração.  “Meu filho perdeu peso e aprendeu a ser mais disciplinado”, afirmou a mãe, com muito orgulho.

Samuel Carvalho ainda complementa que a pretensão desse esporte não é formar pessoas para lutar por vitórias passageiras, mas, em vez disso, para serem bem sucedidas durante toda a sua vida. ‘’Em toda aula e atividade há sempre uma relação muito próxima com a realidade do dia-a-dia, preparando a criança e adolescente para o futuro com responsabilidade e segurança’’, conclui.

Samuel Carvalho é professor da equipe Gracie Barra, uma das equipes mais conceituadas da região, que em breve estará trazendo para a cidade de Feira de Santana um dos maiores e mais completo centro de treinamento da Gracie Barra.

Sobre Carlos Augusto 9657 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).