III Conferência Territorial de Cultura do Portal do Sertão ocorreu em Irará

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Irará sediou a III Conferência Territorial de Cultura do Portal do Sertão. (Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Irará sediou a III Conferência Territorial de Cultura do Portal do Sertão. (Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Irará sediou a III Conferência Territorial de Cultura do Portal do Sertão. (Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Irará sediou a III Conferência Territorial de Cultura do Portal do Sertão. (Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (PT), esteve na escola Municipal São Judas Tadeu em Irará na noite de quarta-feira (06/08/2013), participando da abertura oficial da III Conferência Territorial de Cultura do Portal do Sertão.

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (PT), esteve na escola Municipal São Judas Tadeu em Irará na noite de quarta-feira (06/08/2013), participando da abertura oficial da III Conferência Territorial de Cultura do Portal do Sertão.

Para Zé Neto, Irará é uma cidade de referência cultural importantíssima, numa região que tem o processo cultural integrado com a produção econômica.  Na oportunidade, parabenizou os artistas presentes. “Vocês são a razão de estarmos aqui hoje, construindo essa caminhada com a cultura de desbates”, declarou.

O secretário estadual de Cultura, professor Albino Rubim, falou sobre a importância da democratização da Cultura na Bahia. Segundo ele, o mundo está vivendo um momento crucial, pois todos os seres humanos “fazem cultura”, e é preciso que a Bahia esteja nesta mesma sintonia.

Na oportunidade, Rubim apresentou as propostas para a III Conferência Nacional de Cultura e a metodologia e critérios para a eleição dos delegados territoriais, que poderão também ser eleitos Conselheiros Estaduais, conforme nova portaria publicada recentemente no Diário Oficial do Estado da Bahia.

Ainda na ocasião, Albino explicou que, diferentemente das conferências dos últimos três anos, os encontros em 2013 terão também outro caráter. “As conferências anteriores tinham o objetivo de ouvir as pessoas, pois não havia na Bahia, até 2007, essa prática. Esse ano fizemos o levantamento das demandas e, agora, vamos também prestar conta, por isso, os encontros terão também um caráter devolutivo. Mas vamos além das respostas, queremos trazer uma série de propostas a partir de políticas que estamos implementando”, disse.

Uma cartilha contendo importantes informações sobre as demandas do território, propostas nas últimas conferências de cultura na Bahia, e as respectivas respostas sobre cada uma delas, prestadas pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBa), esclareceu ainda mais para delegados e observadores, a atuação da SecultBa no Portal do Sertão. Além disso, o informativo apresenta a estrutura da Secretaria, bem como alguns dos projetos e suas unidades vinculadas.

A mesa do evento foi composta pelo secretário estadual de Cultura Albino Rubim, pelo prefeito de Irará, Derivaldo Pinto, pela representante do Ministério da Cultura, Camila Serreti, pela representante do Legislativo da cidade, a vereadora Darci Lima, e a professora Miriam Benevides, do Conselho Municipal de Cultura.

Municípios representados na Conferência

Irará, Feira de Santana, Água Fria, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Santa Bárbara, São Gonçalo, Amélia Rodrigues, Salvador, Anguera, Conceição da Feira, Santanópolis.

Apresentações

Ainda nesta noite, aconteceram apresentações artísticas e culturais, como a da Filarmônica 25 de dezembro, do Grupo Quilombola de Samba de Roda São Cosme e São Damião, do Grupo de Samba de Roda Pisadinha do Pé Firme, da Banda Purificayé, do Ponto de Cultura de Irará, e do cordelista ‘Kitute’.

Presentes

Pola Ribeiro, Diretor do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), o músico Tom Zé, representantes da Fundação José Calmon, da Fundação Cultural do Estado (Funceb), Instituto do Patrimônio Artistico Cultural da Bahia (Ipac), da secretaria de Cultura do Estado e das secretárias municipais de cultura dos municípios, professores e alunos da escola Municipal de Irará São Judas Tadeu e sociedade civil.

Sobre Carlos Augusto 9655 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).