Feira de Santana passa a contar com roteiro turístico ‘Caminhos de Maria Quitéria’

‘Caminhos de Maria Quitéria – A Heroína’, novo produto é resultado de parceria da Secretaria de Turismo do Município de Feira de Santana com empresários da região.
‘Caminhos de Maria Quitéria – A Heroína’, novo produto é resultado de parceria da Secretaria de Turismo do Município de Feira de Santana com empresários da região.

A cidade de Feira de Santana ganhará o roteiro turístico “Caminhos de Maria Quitéria – A Heroína”. O novo produto é resultado de uma parceria da Secretaria de Turismo do Município com empresários da região, e foi lançado nesta sexta-feira (16/08/2013), durante encontro promovido pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur), na cidade. O investimento no novo destino visa movimentar o turismo na região de Feira de Santana e transformá-lo em roteiro oficial.

Considerada a “Princesa do Sertão”, a cidade está localizada entre a costa e o sertão da Bahia, a 108 quilômetros de Salvador. É a segunda maior cidade do Estado e, por possuir o maior entroncamento rodoviário do Norte e Nordeste, atrai pessoas de todas as partes do país, ligando a Bahia aos principais centros comerciais do Brasil.

O novo roteiro turístico, que poderá ser feito em dois dias e meio, recebeu o nome de Maria Quitéria em homenagem à figura da heroína, que teve grande participação na luta pela Independência da Bahia. Nascida no sítio do Licorizeiro, no arraial de São José de Itapororocas, hoje Feira de Santana, Maria Quitéria combateu ao lado das tropas do Batalhão dos Voluntários do Príncipe, chamado de Batalhão dos Periquitos, disfarçada de homem, já que não conseguiu permissão para se alistar no Exército.

Descoberta pelo pai, ela obteve permissão para combater e, no dia 2 de julho de 1823, quando o Exército entrou em Salvador, foi saudada e homenageada pela população, tornando-se exemplo de bravura nos campos de batalha.

Programação do roteiro

Primeiro dia: Saída de Salvador com destino a Feira de Santana. Na chegada a Feira de Santana haverá visita ao Observatório Antares, Museu Casa do Sertão, Museu Parque do Saber, Igreja Senhor dos Passos, Mercado de Arte, parada para almoço. Após o almoço, visita à Igreja da Matriz, Museu Regional de Arte (Cuca) e Feraguai. Retorno ao hotel no fim da tarde. Noite livre.

Segundo dia: Visita ao Casarão Fróes da Mota e ao Centro de Abastecimento (setor de artesanato), seguindo para o Ponto Turístico Náutico Maria Quitéria; passeio de catamarã, onde haverá almoço, com destino ao Parque Histórico Castro Alves, em Cabaceiras do Paraguaçu. À tarde, o destino será a cidade de Cachoeira, com visitação à Irmandade da Boa Morte e Convento Nossa Senhora do Carmo. Retorno a Salvador.

Metade do dia: Saída de Salvador. Chegada a Feira de Santana, com visita ao Mercado de Arte, Igreja Senhor dos Passos, Centro de Abastecimento, Igreja da Matriz, Museu Regional de Arte (Cuca), com destino ao Ponto Turístico Náutico Maria Quitéria e almoço na marina. Após o almoço, o destino será a cidade de Cachoeira, com visita à ponte D. Pedro II e Convento Nossa Senhora do Carmo. Retorno a Salvador.

Governo do Estado da Bahia e Prefeitura de Feira de Santana firmaram parceria.
Governo do Estado da Bahia e Prefeitura de Feira de Santana firmaram parceria.
I Reunião Itinerante do Fórum Estadual do Turismo ocorreu em Feira de Santana.
I Reunião Itinerante do Fórum Estadual do Turismo ocorreu em Feira de Santana.
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9979 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).