Deputado federal Márcio Marinho critica importação de bananas do Equador e defende produção da fruta no Brasil

Márcio Marinho: “Nós sabemos que a banana é uma das frutas mais consumidas no mundo, sendo explorada na maioria dos países tropicais. No Brasil a Região Nordeste concorre com 36% da produção nacional. A Bahia, o meu Estado, com 35% da produção nordestina e 14% da produção nacional”.
Márcio Marinho: “Nós sabemos que a banana é uma das frutas mais consumidas no mundo, sendo explorada na maioria dos países tropicais. No Brasil a Região Nordeste concorre com 36% da produção nacional. A Bahia, o meu Estado, com 35% da produção nordestina e 14% da produção nacional”.
Márcio Marinho: “Nós sabemos que a banana é uma das frutas mais consumidas no mundo, sendo explorada na maioria dos países tropicais. No Brasil a Região Nordeste concorre com 36% da produção nacional. A Bahia, o meu Estado, com 35% da produção nordestina e 14% da produção nacional”.
Márcio Marinho: “Nós sabemos que a banana é uma das frutas mais consumidas no mundo, sendo explorada na maioria dos países tropicais. No Brasil a Região Nordeste concorre com 36% da produção nacional. A Bahia, o meu Estado, com 35% da produção nordestina e 14% da produção nacional”.

Em discurso proferido no plenário da Câmara, nesta quinta-feira (22/08/2013), o deputado republicano Márcio Marinho (BA) alertou para um problema que vem afligindo os membros da Comissão de Agricultura: a importação de bananas do Equador. Segundo o parlamentar, as preocupações são de ordem sanitária.

“Nós sabemos que a banana é uma das frutas mais consumidas no mundo, sendo explorada na maioria dos países tropicais. No Brasil a Região Nordeste concorre com 36% da produção nacional. A Bahia, o meu Estado, com 35% da produção nordestina e 14% da produção nacional”, ponderou.

O republicano destacou que o Projeto Formoso, de cultura de banana no sul da Bahia tem trazido resultados auspiciosos aos produtores da região. “Esse projeto, coordenado pela CODEVASF, alcança uma área cultivada hoje de seis mil hectares. Esse dado faz com que o Município de Bom Jesus da Lapa (BA) fique em segundo lugar no ranking de produção de banana no país, perdendo apenas para a região do Vale do Ribeira, em São Paulo”, acrescentou.

Marinho disse, ainda, que foi aprovado ontem, na Comissão de Agricultura, um requerimento de convite aos ministros da Agricultura, de Relações Exteriores e do Desenvolvimento Agrário com o objetivo de esclarecer a importação de bananas do Equador. Especialistas afirmam que a entrada da banana do Equador no Brasil representa um perigo pela possível entrada de pragas que são nocivas ao nosso bananal.

O parlamentar sugeriu, também, que o governo coloque à disposição do setor, linhas de credito com juros compatíveis com a capacidade de pagamento dos produtores a fim de manter o mercado interno abastecido.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9162 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).