Confira a coluna de Antônio José Larangeira de 14 de agosto de 2013

A vereadora Eremita Mota quer ser a próxima presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana.
A vereadora Eremita Mota quer ser a próxima presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana.
A vereadora Eremita Mota quer ser a próxima presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana.
A vereadora Eremita Mota quer ser a próxima presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana.
O reitor da Uefs José Carlos Barreto anunciou a 6ª.Feira do Livro em Feira de Santana.
O reitor da Uefs José Carlos Barreto anunciou a 6ª.Feira do Livro em Feira de Santana.

Lançada Feira do Livro

A Universidade Estadual de Feira de Santana realizou, na quinta-feira,8, o lançamento oficial da 6ª Feira do Livro – Festival Literário e Cultural, em solenidade realizada à noite, no Casarão Fróes da Motta, com a presença de representantes da comunidade local e de outros municípios. O vice-reitor da Uefs, professor Genival Corrêa, um dos idealizadores do evento, afirmou que a expectativa de público é de mais de 40 mil pessoas, superior ao registrado em 2012. Serão seis dias de atividades desenvolvidas de 10 a 15 de setembro em estandes armados na praça João Barbosa de Carvalho, a Praça do Fórum. O público terá a oportunidade de participar de lançamentos, exposições e vendas de livros, palestras interativas, mesas-redondas, recitais poéticos e de cordel, apresentações teatrais e musicais, encontros de músicos e escritores, contação de histórias e muitos mais. O reitor José Carlos Barreto, presente na solenidade, destacou a importância da parceria com entidades para o sucesso da Feira do Livro. Os presentes na solenidade de lançamento da 6ª Feira do Livro assistiram apresentações artísticas com a participação do músico e cantor Tito Pereira e das cantoras Carol Pereyr e Camila Gonçalves, além do grupo Projeto Melancolia, Piano e Poesia, coordenado pela professora Mônica Vasconcelos, do Seminário de Música do Cuca.

João Durval e a Lei

O senador João Durval (PDT-BA), depois de ouvir as queixas de inúmeros prefeitos fez, na manhã desta sexta-feira, um discurso em que sugere mudanças na forma de interpretar a Lei de Responsabilidade Fiscal. Baseado nas reclamações dos prefeitos e numa carta da Associação de Municípios do Vale do Jiquiriçá, na Bahia, ele apontou problemas que podem ser resolvidos pelo parlamento. Uma das ponderações do senador baiano foi a reclamação dos prefeitos quanto às contratações temporárias, de um pedreiro, um agrônomo ou de um pintor. E citou o exemplo da construção de uma ponte que, mesmo realizada por uma empresa – pessoa jurídica – tem seu custo computado como despesa de pessoal. João Durval alertou que a própria Lei de Responsabilidade Fiscal prevê a criação de um Conselho de Gestão Fiscal, que deveria padronizar os critérios para as prestações de contas, mas que nunca foi regulamentado, nem criado. Com isso, quem dita as regras são os tribunais de contas dos estados e isso prejudica a uniformidade de entendimento sobre várias questões. O senador baiano tratou também da queda na arrecadação e das variações no repasse do Fundo de Participação dos Municípios, provocada por desonerações praticadas pelo Governo Federal. Em função disso, alertou os seus pares sobre a necessidade de se abrir um debate sério e conseqüente sobre o assunto. Segundo ele o parlamento tem a obrigação de zelar pela ordem nas contas públicas, mas não pode engessar as administrações.

Leda Jesuino na Academia

 A Academia de Educação de Feira de Santana promoverá sessão solene de posse da educadora e intelectual professora Leda Jesuíno dos Santos, na condição de acadêmica correspondente, oportunidade em que a mesma apresentará relato sobre sua trajetória no campo educacional. O evento ocorrerá  dia 27, às 19 horas, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana. A presidente Anaci Bispo Paim e o vice-presidente Geraldo Leite  serão os anfitriões.

 Mulher presidente

Motivado pelo pronunciamento do presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana Justiniano França de que poderá ocorrer emenda para fazer valer novamente a reeleição da Mesa Diretora no próximo ano, a vereadora Eremita Mota (PDT) foi incisiva em opinar de que deve ser uma mulher a assumir a presidencia da Mesa. Na Casa da Cidadania tem quatro veeadores.

Esta coluna é publicada nos sítios jornalísticos 

Jornal Grande Bahia

Tribuna da Bahia

Notícias da Bahia

Sobre Antonio José Larangeira 3069 Artigos
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: [email protected]