Feira de Santana: vereadores reclamam de atendimento em repartições públicas municipais

O vereador José Carneiro (PSL) manifestou insatisfação, afirmando que, apesar de ser da base governista, costuma ser mal atendido na Secretaria de Saúde pela titular da pasta, Denise Mascarenhas.O vereador José Carneiro (PSL) manifestou insatisfação, afirmando que, apesar de ser da base governista, costuma ser mal atendido na Secretaria de Saúde pela titular da pasta, Denise Mascarenhas.
O vereador José Carneiro (PSL) manifestou insatisfação, afirmando que, apesar de ser da base governista, costuma ser mal atendido na Secretaria de Saúde pela titular da pasta, Denise Mascarenhas.

O vereador José Carneiro (PSL) manifestou insatisfação, afirmando que, apesar de ser da base governista, costuma ser mal atendido na Secretaria de Saúde pela titular da pasta, Denise Mascarenhas.

Os secretários municipais Denise Mascarenhas (Saúde) e José Pinheiro (Desenvolvimento Urbano) foram alvos de críticas na primeira sessão ordinária da 2ª etapa do 1º período da 17ª legislatura, realizada nesta quinta-feira (01/08/2013) na Casa da Cidadania.

O vereador José Carneiro (PSL) manifestou insatisfação, afirmando que, apesar de ser da base governista, costuma ser mal atendido na Secretaria de Saúde pela titular da pasta,  Denise Mascarenhas.

“Eu vejo o prefeito José Ronaldo atender as pessoas de forma educada, coerente e política, diferentemente de alguns que assumem cargos de confiança no próprio governo, que se acham dono da verdade”, reclamou o edil, alertando que enquanto estiver na bancada governista continuará exigindo um tratamento condigno.

“Confesso que não estou satisfeito com a forma que a doutora Denise tem nos atendido. Gosto muito dela como pessoa física, como ser humano, mas como secretária, talvez Gilbert Lucas (diretora da Fundação Hospitalar de Feira de Santana) esteja merecendo uma oportunidade”, declarou.

Na sequência, José Carneiro teceu elogios ao secretário de Habitação, Sandro Ricardo, afirmando que este tem tratado muito bem os edis e a população de modo geral.

O vereador Isaías de Diogo (PPS) informou que toda vez que adentra na Policlínica do Feira X algum funcionário liga para secretária de Saúde dizendo ele está querendo ter algum privilégio naquele setor e, por conta disso, recebe  reclamação de Denise Mascarenhas. “Não vou aceitar isso mais; eu fui eleito vereador e quero respeito, assim como eu tenho respeitado todos os secretários”, afirmou.

O edil Marcos Lima (PRP) também disse que infelizmente está ocorrendo desrespeito para com os vereadores de Feira de Santana em algumas repartições municipais. Ele citou, como exemplo, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano. “O secretário Pinheiro nos atende muito mal, sempre com piadas”, queixou-se.

Após o desabafo dos edis governistas, o vereador Pablo Roberto (PT) declarou: “se este governo trata os vereadores dessa forma, imaginem como trata a população?”

Defesa

O vereador David Neto (PTN) afirmou que José Pinheiro e Denise Mascarenhas são secretários de “alto quilate” em Feira de Santana, assim como os demais secretários do governo Ronaldo.

Em sua opinião, está havendo falta de entendimento. David se prontificou a promover um dialogo entre os vereadores insatisfeitos e os secretários mencionados, para resolver a situação.

A vereadora Neinha (PMN) também aproveitou o ensejo para defender a secretária de Saúde, salientando que Denise Mascarenhas é trabalhadora, digna e competente.

David Neto (PTN) afirmou que dirigentes do Fluminense de Feira Futebol Clube não desistem da idéia de vender por R$ 7 milhões uma área situada às margens do Rio Jacuípe.

David Neto (PTN) afirmou que dirigentes do Fluminense de Feira Futebol Clube não desistem da idéia de vender por R$ 7 milhões uma área situada às margens do Rio Jacuípe.

Vereadores são contra venda de área do Fluminense de Feira 

Em discurso na tribuna da Casa da Cidadania, nesta quinta-feira (1º), o vereador David Neto (PTN) afirmou que dirigentes do Fluminense de Feira Futebol Clube não desistem da idéia de vender por R$ 7 milhões uma área situada às margens do Rio Jacuípe, na BR-116/Sul, que foi doada pelo poder público há mais de 20 anos, para construção de uma sede náutica do Touro do Sertão.

Segundo ele, se trata de uma área nobre, que está avaliada em R$ 30 milhões. O edil informou também que o local abrigou um centro de recuperação e está sendo alvo de disputas judiciais.

“Esse terreno não pode ser vendido, tem que ser de uso exclusivo do Fluminense de Feira”, afirmou David Neto, recomendando a comissão de Obras, Urbanismo e Infraestrutura da Câmara que apure os fatos.

O vereador José Carneiro (PSL), que foi o primeiro a trazer essa discussão à Câmara, no semestre passado, também se mostrou contrário a venda de “um patrimônio super valorizado por uma merreca”.

O edil Welligton Andrade (PTN) fez questão de salientar que é torcedor do Touro do Sertão e que não irá permitir a venda da referida área. “O Fluminense de Feira está impedido de negociar aquela sede. Se for preciso irei ao Ministério Público entrar com uma ação contra a venda desse imóvel”, alertou.

Vereador Correia Zezito (PTB) voltou a cobrar do Governo do Estado mais atenção para o Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.

Vereador Correia Zezito (PTB) voltou a cobrar do Governo do Estado mais atenção para o Corpo de Bombeiros de Feira de Santana.

Correia Zezito cobra mais estrutura para o Corpo de Bombeiros

O vereador Correia Zezito (PTB), em seu discurso proferido na tribuna da Câmara, nesta quinta-feira (1º), voltou a cobrar do Governo do Estado mais atenção para o Corpo de Bombeiros de Feira de Santana, no tocante ao reaparelhamento e manutenção da corporação.

Em sua opinião, os equipamentos do Corpo de Bombeiros são insuficientes e inadequados para prestar um atendimento de qualidade à região de Feira de Santana, principalmente no combate a incêndio.

Correia Zezito, que é policial militar, também  solicita do poder público estadual  a  viabilização de postos avançados do Corpo de Bombeiros.

Nery disse que recebeu uma denúncia de que vários ônibus, com idade superior a 10 anos, que estavam apreendidos no pátio da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito, voltaram a circular nas ruas de Feira de Santana.

Nery disse que recebeu uma denúncia de que vários ônibus, com idade superior a 10 anos, que estavam apreendidos no pátio da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito, voltaram a circular nas ruas de Feira de Santana.

Nery volta a criticar aprovação de matérias do Executivo 

No primeiro discurso na tribuna da Casa da Cidadania, na reabertura dos trabalhos legislativos, nesta quinta-feira (1º), o líder da bancada de oposição, Alberto Nery (PT), desejou um bom retorno aos seus pares e criticou a aprovação de matérias do Poder Executivo Municipal, que, segundo ele, desagradam os munícipes.

“Que nós possamos durante este segundo semestre aprovar matérias produtivas, que possam atender as necessidades da população de Feira de Santana”, anseia.

O petista disse ter visto, no semestre passado, a “choradeira” de alguns vereadores que aprovaram matérias polêmicas, “a exemplo do aumento da CIP; alteração a lei do zoneamento, sem que houvesse discussão prévia com a comunidade; aprovação da TLL e TFL”.

Em sua opinião, os projetos de lei, sobretudo oriundos do Governo Municipal, precisam ser analisados com muito cuidado, para não ferirem o interesse público. “O nosso compromisso não é com o Executivo, e sim com as pessoas que nos elegeram para que nós possamos aqui fazer a diferença”, disse.

Ele afirmou que as recentes manifestações ocorridas no país deram uma demonstração clara da insatisfação popular com os políticos e com as instituições brasileiras. “Precisamos trabalhar com mais transparência; nosso trabalho precisa ser voltado para o povo”, pontuou.

Denúncia

Na oportunidade, Nery disse que recebeu uma denúncia de que vários ônibus, com idade superior a 10 anos, que estavam apreendidos no pátio da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito, voltaram a circular nas ruas de Feira de Santana.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).