Bancos registram mais de 1,4 mil ataques no primeiro semestre deste ano

Vista interna de agência bancária. Violência atinge bancos.
Vista interna de agência bancária. Violência atinge bancos.
Vista interna de agência bancária. Violência atinge bancos.

Os arrombamentos e assaltos a banco somaram 1.484 ocorrências em todo país no primeiro semestre de 2013, um aumento de 17,7% em comparação ao mesmo período do ano passado. Os números estão na 5ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos, elaborada pela Confederação Nacional dos Vigilantes e Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, e foi divulgada no dia 22 (08/2013), em São Paulo.

Os dados levam em conta notícias divulgadas na imprensa, estatísticas de secretarias de Segurança Pública e informações de sindicatos e federações de vigilantes e bancários.

Do total de ocorrências, 431 foram assaltos, consumados ou não, e 1.053 se referem a arrombamentos de agências, postos de atendimento e caixas eletrônicos. No primeiro semestre de 2012, foram anotados 1.261 ataques, sendo 377 assaltos e 884 arrombamentos. São Paulo é o estado que lidera o ranking, com 334 ataques registrados. Em segundo lugar aparece Minas Gerais, com 170, seguido pelo Paraná (118), Bahia (117) e Paraíba (95).

Uma pesquisa anterior apontou que 30 pessoas morreram em assaltos envolvendo bancos no primeiro semestre deste ano, aumento de 11,1% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9378 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).