Bahia sediou encontro internacional sobre trabalho decente

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Evento contou com a presença do secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos.
Evento contou com a presença do secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos.

Evento contou com a presença do secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos.
Evento contou com a presença do secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos.

Representantes de países do Cone Sul e de 11 estados brasileiros, incluindo a Bahia, participam em Salvador até ontem terça-feira (06/08/2013) do Encontro Internacional de Agendas Subnacionais do Trabalho Decente. A abertura aconteceu na manhã desta segunda-feira (5), no Hotel Deville, em Itapuã, com a presença do secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos, e da diretora da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Laís Abramo.

Pioneira na criação de uma agenda voltada para a promoção do trabalho decente, a Bahia registra resultados positivos na erradicação do trabalho infantil, que teve os índices reduzidos, além dos recentes avanços nos direitos de trabalhadores domésticos.

Para Laís Abramo, a Agenda Bahia do Trabalho Decente foi a primeira a integrar e aproximar políticas de responsabilidade de governos e países da realidade dos trabalhadores. “A partir daí, vários outros estados do Brasil e algumas regiões de países próximos tiveram a experiência da Bahia como referência”.

Além do Brasil, Chile, Argentina, Uruguai e Paraguai, participaram do evento representantes dos estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, São Paulo, Distrito Federal e Tocantins.

De acordo com a OIT, trabalho decente é o ponto de convergência de quatro objetivos estratégicos: o respeito aos direitos no trabalho, a promoção do emprego produtivo e de qualidade, a extensão da proteção social e o fortalecimento do diálogo social.

Sobre Carlos Augusto 9660 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).