Presidente do DEM pede parcimônia ao governador Jaques Wagner na avaliação

Heraldo Rocha: “Menos, Wagner!”
Heraldo Rocha: “Menos, Wagner!”

“Menos, Wagner!”, recomenda o vice-presidente estadual do Democratas, Heraldo Rocha, ao governador da Bahia que, em entrevista ao jornal A Tarde, disse que o governo estadual “gasta muito bem” o que arrecada. “Será que um governo que investe mais em publicidade do que em segurança pública aplica bem mesmo os recursos públicos?”, indaga.

Para Heraldo Rocha, do jeito que Jaques Wagner administra a Bahia o sonho nunca vai chegar. “Sonho? O que vivemos desde 2007 é um verdadeiro pesadelo. A outrora Bahia, terra da felicidade, se transformou no recanto da violência. É o estado brasileiro onde mais cresce o número de assassinatos. Acorda, Wagner!”.

O líder oposicionista quer saber do governador petista se “gastar muito bem” é ficar pra cima e pra baixo se deslocando de helicóptero às custas do erário e pagar R$ 40 milhões numa consultoria sem licitação para a faraônica ponte Salvador/Itaparica, enquanto mal se investe em segurança pública, educação, saúde e em obras efetivas de combate à seca.

Sobre Carlos Augusto 9400 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).