Deputado Paulo Azi critica descaso com a Educação e diz que Governo ignora nomeação de concursados

aulo Azi: “Essa atitude frustra direito já devidamente reconhecido pelo Tribunal de Justiça e revela, mais uma vez, o desrespeito e o descaso do governador aos interesses da educação pública de qualidade”
Paulo Azi: “Essa atitude frustra direito já devidamente reconhecido pelo Tribunal de Justiça e revela, mais uma vez, o desrespeito e o descaso do governador aos interesses da educação pública de qualidade”
aulo Azi: “Essa atitude frustra direito já devidamente reconhecido pelo Tribunal de Justiça e revela, mais uma vez, o desrespeito e o descaso do governador aos interesses da educação pública de qualidade”
Paulo Azi: “Essa atitude frustra direito já devidamente reconhecido pelo Tribunal de Justiça e revela, mais uma vez, o desrespeito e o descaso do governador aos interesses da educação pública de qualidade”

A despeito da decisão favorável do Tribunal de Justiça da Bahia ao Mandato de Segurança Coletivo movido pelo partido Democratas, até o momento o Governo do Estado não realizou a nomeação dos concursados de 2008 para o cargo de Coordenador Pedagógico.

Por força do mandado de segurança, as secretarias de Educação e Administração ficaram obrigados a nomear os candidatos que alcançaram classificação dentro das 800 vagas fixadas pelo Edital, sob pena de os titulares das referidas pastas sofrerem multas diárias.

Os concursados reclamam que investiram, inclusive, cerca de R$ 700 em exames médicos e documentos pessoais apresentados obrigatoriamente no ato convocatório, sem qualquer retorno até agora. “Essa atitude frustra direito já devidamente reconhecido pelo Tribunal de Justiça e revela, mais uma vez, o desrespeito e o descaso do governador aos interesses da educação pública de qualidade”, critica o presidente estadual do Democratas, deputado Paulo Azi.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9615 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).