Com curso de medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul, MEC acelera expansão da oferta de vagas

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Curso de medicina é autorizado pelo MEC.
Curso de medicina é autorizado pelo MEC.
Curso de medicina é autorizado pelo MEC.
Curso de medicina é autorizado pelo MEC.

Após anunciar a expansão de vagas e criação de cursos de graduação em medicina em instituições federais de educação superior, o Ministério da Educação (MEC) autorizou a abertura de curso de medicina com 40 vagas na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

O curso de bacharelado em medicina será ministrado no campus de Passo Fundo (RS). A autorização está na Portaria 323 publicada na edição de ontem (24/07/2013) do Diário Oficial da União.

O curso será avaliado periodicamente pela Comissão Especial de Avaliação de Escolas Médicas (Ceaem) a ser instituída pela Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior.

A política para expandir vagas e criar cursos de medicina definida ontem (24) pelo MEC está relacionada ao Programa Mais Médicos que tem, entre os objetivos, o de aumentar o número de vagas nos cursos de medicina e levar médicos para o interior do país e para a periferia das capitais. A expectativa do governo federal é criar mais 11.447 vagas de graduação em medicina até 2017, sendo 3.615 em instituições federais.

De acordo com as regras anunciadas pelo MEC, o atendimento ao Sistema Único de Saúde (SUS) deverá ser o elemento central do projeto pedagógico dos cursos. A partir de agora, as universidades públicas e privadas só poderão ofertar vagas caso atendam a requisitos como ter número de leitos disponíveis por aluno maior ou igual a cinco, existência de estrutura de urgência e emergência e pelo menos três programas de residência médica em especialidades fundamentais. Até agora, foram mapeados 60 municípios com as condições necessárias para ofertar vagas de graduação em medicina.

Sobre Carlos Augusto 9652 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).