Vereador dispara na crítica e diz que enquanto administração de Ronaldo coloca polícia nas portas dos templos, áreas ambientais de Feira de Santana são degradadas

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Alberto Nery: "O prefeito José Ronaldo deixou, em volta da lagoa do Prato Raso, as pessoas invadirem e aterrarem a lagoa, e nenhuma medida foi tomada no sentido de coibir estas agressões.”
Alberto Nery: "O prefeito José Ronaldo deixou, em volta da lagoa do Prato Raso, as pessoas invadirem e aterrarem a lagoa, e nenhuma medida foi tomada no sentido de coibir estas agressões.”
Alberto Nery: "O prefeito José Ronaldo deixou, em volta da lagoa do Prato Raso, as pessoas invadirem e aterrarem a lagoa, e nenhuma medida foi tomada no sentido de coibir estas agressões.”
Alberto Nery: “O prefeito José Ronaldo deixou, em volta da lagoa do Prato Raso, as pessoas invadirem e aterrarem a lagoa, e nenhuma medida foi tomada no sentido de coibir estas agressões.”

O vereador feirense Alberto Nery (PT) critica duramente a política ambiental do governo de José Ronaldo afirmando que a administração do prefeito chega a protagonizar cenas ridículas. Para o vereador as igrejas prestam um importante serviço à comunidade, retirando jovens das drogas e evangelizando.

“Está semana  eu me deparei com uma sena ridícula, em uma igreja no bairro Feira X, tinha um aparato policial parecendo que estavam prendendo um bandido, quando estavam ali com o objetivo de fazer a igreja reduzir o som. O que eles deveriam fazer, na verdade, é fiscalizar lagoas que estão sendo interditadas por grandes empresas.”, denuncia Alberto Nery.

O vereador destaca que o meio ambiente “pede para viver, pede para não morrer”, lembrando que na lagoa do Prato Raso existe uma nascente que está sendo degradada. Mas o vereador alerta que não interessa a administração de José Ronaldo contrariar o interesse de “peixes grandes”.

Nery segue afirmando: “mas quando são igrejas, e os pequenos usuários de som, eles [prefeitura de Feira] saem fazendo um alarde na cidade. Eu gostaria que fosse ao contrário, porque a natureza pede para viver e o meio ambiente está sendo degradado. Nós não podemos deixar acontecer fatos como este. O prefeito José Ronaldo deixou, em volta da lagoa do Prato Raso, as pessoas invadirem e aterrarem a lagoa, e nenhuma medida foi tomada no sentido de coibir estas agressões.”.

Feira de Santana, vista aérea da lagoa do Prato Raso, em 5 de fevereiro de 2013.
Feira de Santana, vista aérea da lagoa do Prato Raso, em 5 de fevereiro de 2013.

Para o vereador a administração de José Ronaldo tem uma postura mais dura quando se trata das pessoas de menor poder aquisitivo, e explica: “agora quando você vem falar do Pacto da Feira os caras vão para cima dos barraqueiros,  quebram no pau os vendedores de acarajé e frutas, todos têm que sair na tora. Agora, os grandes empreendimentos em Feira de Santana invadem lagoas e fica por isso mesmo. Nós queremos ser uma voz na preservação  da natureza.”.

O Jornal Grande Bahia também questionou Alberto Nery sobre o licenciamento e construção de um loteamento em uma área de preservação ambiental, uma área que fica entre a nascente do rio Subaé e a lagoa Salgada. Nery confirmou que esteve no local e que existe um loteamento. Segundo o vereador, a comissão de infraestrutura da Câmara deve notificar e pedir da secretaria responsável “um planejamento, porque a cidade cresce assustadoramente sem que haja um planejamento , porque o que existe é de vinte anos, a parti daí podemos intervir nesse locais de preservação ambiental.”.

Outro ponto abordado foi com relação à saúde pública, sobre o fato da prefeitura de Feira de Santana receber milhões de reais em repasse federal para a saúde, e a qualidade do serviço prestado ser bastante questionável. Alberto Nery explica que:

Loteamento é construído entre a nascente do rio Subaé e a lagoa Salgada
Loteamento é construído entre a nascente do rio Subaé e a lagoa Salgada.

“Na Casa da Cidadania nós vemos, hoje, um grupo de vereadores bombardeando o Hospital Clériston Andrade,  e nós, na oposição, buscando fazer um  contra-ponto, tentando demonstrar que para termos uma saúde de qualidade no município é necessário que a prefeitura faça sua parte, através do postos médicos, policlínicas e dos hospitais existentes. Quando você vai nos finais de semana fazer visitas nos PS, não tem médico, não tem luvas nas policlínicas, sequer possuem bisturi,  e quase que material nenhum para atendimento, então o Clériston fica sobrecarregado.

Não estou aqui defendendo a qualidade do Cleriston Andrade, mas nós temos que fazer uma discussão para melhorar a saúde. Para que os recursos Estaduais e Federais para o município sejam aplicados em benefício da saúde e não ser desviado para outros fins.

Nós não temos conhecimento de que alguém está enriquecendo através disso, porque se estiver, nós vamos ao Ministério Público fazer a denúncia. Porque o que queremos e vamos lutar é para acabar com a demagogia do palanque, porque não é momento de eleição, porque a maioria dos vereadores tem plano de saúde  e não utilizam a saúde pública, e fazem só denuncismo, e isto não resolve os problemas da comunidade .”

O JGB finalizou a entrevista questionando: será que 12 anos de democratas, em Feira de Santana, não foram suficientes para montar uma rede de saúde adequada ao município?

“Você tem razão, oito anos de José Ronaldo, quatro anos de Tarcízio Pimenta, que seria o terceiro mandato de Ronaldo, e agora o quarto mandato, e nós não percebemos a saúde do município melhorar em absolutamente nada. Fala-se em construir mais PSF, mais policlínicas, Ronaldo disse que vai construir uma no distrito de São José. Nós queremos, sim, a construção, mas queremos que construa e ofereça o serviço devido à comunidade. Porque não adianta só inaugurar e a pessoa não ter efetivamente o serviço que deve ser oferecido para resolver os problemas de saúde.”, finaliza Nery.

Confira o áudio da entrevista

 Alberto Nery

Confira as fotos aéreas

Loading Images
wpif2_loading
Alberto Nery
Alberto Matos Nery
Loteamento é construído entre a nascente do rio Subaé e a lagoa Salgada
Feira de Santana - lagoa do Prato Raso em 28 de julho de 2007
Feira de Santana - lagoa do Prato Raso em 29 de agosto de 2004
Feira de Santana - Loteamento é construído entre a nascente do rio Subaé e a lagoa Salgada.
Feira de Santana - Loteamento é construído entre a nascente do rio Subaé e a lagoa Salgada.
Feira de Santana, vista aérea da lagoa do Prato Raso, em 5 de fevereiro de 2013.

Sobre Carlos Augusto 9652 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).