Secretário de Agricultura da Bahia apresenta Plano Leite para pecuristas, durante evento em Feira de Santana

Deputado Zé Neto e secretário de Agricultura Eduardo Salles participam da apresentação do Plano Leite Bahia. Na imagem, João Silva de Baixa Grande; Beto Falcão, produtor rural, Zé Neto; Rui Caldas da EBDA e Eduardo Salles.Deputado Zé Neto e secretário de Agricultura Eduardo Salles participam da apresentação do Plano Leite Bahia. Na imagem, João Silva de Baixa Grande; Beto Falcão, produtor rural, Zé Neto; Rui Caldas da EBDA e Eduardo Salles.
Deputado Zé Neto e secretário de Agricultura Eduardo Salles participam da apresentação do Plano Leite Bahia. Na imagem, João Silva de Baixa Grande; Beto Falcão, produtor rural, Zé Neto; Rui Caldas da EBDA e Eduardo Salles.

Deputado Zé Neto e secretário de Agricultura Eduardo Salles participam da apresentação do Plano Leite Bahia. Na imagem, João Silva de Baixa Grande; Beto Falcão, produtor rural, Zé Neto; Rui Caldas da EBDA e Eduardo Salles.

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (PT), participou na manhã desta quarta-feira (19/06/2013), no Hotel Ibis em Feira de Santana, juntamente com o secretário Eduardo Salles, da apresentação do Plano Leite Bahia, da Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri).

O evento, destinado a profissionais da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) que atuam com a produção leiteira, teve como objetivo promover o desenvolvimento econômico e social da Cadeia Produtiva Leiteira do Estado.

Na oportunidade, Zé Neto declarou que em uma reunião na véspera com o governador Jaques Wagner e o secretário César Lisboa (Relações Institucionais), um dos temas foi a cadeia produtiva do produto. “O melhor caminho para o grande é o pequeno andando bem, pois isso vai nos trazer muito mais eficiência. Por mais que venha o grande, é muito mais importante pra a gente disseminar a cultura de ampliação do pequeno, que precisa estar bem fortalecido”, disse.

O secretário de Agricultura Eduardo Salles destacou que o atual líder do governo na AL-BA teve papel fundamental em todos os diálogos que envolvem a cadeia produtiva do leite na Bahia. “O programa foi concebido no seio da câmara setorial, da qual o deputado Zé Neto teve participação fundamental, e hoje, como tudo que foi proposto por essa câmara ao longo desses dois anos, vai ser colocado em prática em uma das regiões que pode se tornar uma das bacias leiteiras mais importantes do Brasil. É um prazer imenso, implantar essa unidade em Feira de Santana”, destacou.

De acordo com o coordenador regional da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), Aurino Soares, a cadeia produtiva do leite é muito forte e a agência tem interesse em participar nesse processo fazendo cadastramento das propriedades, identificando os animais que tenham uma perfeita sanidade, evitando que doenças venham a ser transmitidas através do leite, e fazendo a certificação das empresas que vão processar o produto oriundo da cadeia produtiva do leite. “Nós estamos incentivando as indústrias de pasteurização e de produtos derivados do leite para que venham se registrar junto à ADAB para que a gente possa fornecer aos nossos consumidores um produto vindo da pecuária leiteira já com a ordenha bem higiênica e com um processamento dentro dos padrões sanitários”, disse.

O agrônomo e coordenador do projeto Balde Cheio, Walter Ribeiro, disse que o programa “Leite Bahia” foi criado para capacitar os técnicos e produtores do estado. “A ideia é fazer um projeto onde nós unimos o estado e a federação da agricultura. Em cada região que nós estamos indo, estamos convidando os técnicos regionais, seja da iniciativa privada ou pública, para fazer parte do processo de treinamento. Ao mesmo tempo que treinamos os técnicos, estamos treinando os produtores também”, pontuou.

Em palestra, Walter Ribeiro discorreu sobre os temas: manejo intensivo de pastagem; anotações zootécnicas; controle financeiro e nutrição dos animais. Na oportunidade, o técnico da Embrapa ainda apresentou suas experiências com o Programa Balde Cheio.

Programa foi implantado na Bahia em 2007 

O Programa Balde Cheio é uma metodologia inédita de transferência de tecnologia que contribui para o desenvolvimento da pecuária leiteira em propriedades familiares. Seu objetivo é capacitar profissionais de extensão rural e produtores, promover a troca de informações sobre as tecnologias aplicadas regionalmente e monitorar os impactos ambientais, econômicos e sociais, nos sistemas de produção que adotam as tecnologias propostas.

Presentes 

A mesa foi composta pelo secretário estadual de Agricultura, Eduardo Salles; pelo deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Zé Neto (PT); pelo superintendente da Agricultura Familiar (Seagri/Suaf), Wilson Dias; Marcelo Matos, diretor de Pecuária da EBDA; Raimundo Sampaio, superintendente de Políticas do Agronegócio; Francisco Benjamim Filho, da Gerência de Programas do SENAR; Gustavo Henrique da Sedes, Rui Caldas técnico da EBDA, pelo coordenador regional da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) Aurino Soares,  e pelo secretário municipal de agricultura Ozeny Moraes. O evento contou com a presença de vários pecuaristas da região.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).