Preservação dos mananciais hídricos de Feira de Santana é discutida em audiência pública

Feira de Santana, vista aérea da lagoa do Prato Raso, em 29 de agosto de 2004.

Feira de Santana, vista aérea da lagoa do Prato Raso, em 29 de agosto de 2004.

Feira de Santana, vista aérea da lagoa do Prato Raso, em 5 de fevereiro de 2013.

Feira de Santana, vista aérea da lagoa do Prato Raso, em 5 de fevereiro de 2013.

Degradação das lagoas, alta produção de resíduos sólidos e uso adequado dos recursos naturais foram alguns dos destaques feitos durante audiência pública na Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta quinta-feira (06/06/2013). Com o tema “A preservação dos mananciais hídricos de Feira de Santana”, o evento atendeu a solicitação da Comissão de Meio Ambiente, Direitos Humanos e Defesa do Consumidor.

Presente, o deputado estadual Carlos Geilson (PTN) lembrou que ao sair da Fazenda Rosário para a cidade, na sua infância, se deparava com várias lagoas ao longo da Avenida Sérgio Carneiro, hoje praticamente extintas. É caso da Lagoa Grande, que abasteceu o município até a década de 1970.

“Feira de Santana não tem sido carinhosa com o seu meio ambiente”, observou o deputado. E acrescentou que audiência pública é uma importante iniciativa para a mudança de comportamento do poder público e da população.

Para Sandra Medeiros, doutora em Arquitetura e Urbanismo, investir na educação ambiental e transformar as áreas onde as lagoas estão em espaço de lazer, a exemplo do ocorrido na Lagoa do Geladinho, é um meio de revitalizar e preservar o que ainda existe.

Caso não haja mudança no trato com o meio ambiente, calcula o promotor público de Meio Ambiente, Aldo Rodrigues, em cerca de 10 anos haverá um “colapso ambiental” no município. Já o presidente do Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza, Rogério Iori, ressalta que quando se fala em preservar o planeta, fala-se, na verdade, em preservar a humanidade, uma vez que o planeta pode se livrar dela, se não suportá-la mais.

O secretário de Meio Ambiente, Roberto Tourinho, e vereadores também participaram da audiência.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).