Prefeito de Salvador diz que sindicatos não podem politizar campanha salarial

ACM Neto espera que as entidades que representam os servidores públicos municipais reavaliem a proposta da Prefeitura de reajuste salarial.
ACM Neto espera que as entidades que representam os servidores públicos municipais reavaliem a proposta da Prefeitura de reajuste salarial.
ACM Neto espera que as entidades que representam os servidores públicos municipais reavaliem a proposta da Prefeitura de reajuste salarial.
ACM Neto espera que as entidades que representam os servidores públicos municipais reavaliem a proposta da Prefeitura de reajuste salarial.

O prefeito ACM Neto afirmou neste domingo (09/06/2013) esperar que as entidades que representam os servidores públicos municipais reavaliem a proposta da Prefeitura de reajuste salarial e acatamento por parte da administração de diversos itens da pauta de reivindicação, a exemplo dos avanços em relação ao plano de saúde. “A Prefeitura está fazendo um esforço muito grande para dar esse aumento (de 5,84%). Estamos oferecendo o mesmo reajuste dado pelo governo do estado. De modo que não se pode politizar essa discussão. Sei que os servidores querem ajudar a cidade e vão continuar trabalhando normalmente”, afirmou ACM Neto.

No entendimento da Prefeitura, os sindicalistas que querem a greve estão, na verdade, buscando prejudicar a cidade num momento em que Salvador precisa da contribuição de todos, em função das enormes dificuldades financeiras e orçamentárias. Na manhã desta segunda-feira, haverá uma nova rodada de conversas na Mesa Permanente da Educação entre o secretário municipal de Gestão, Alexandre Pauperio, e a APLB. Na pauta, a proposta de reajuste salarial e a questão do plan

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9157 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).