Durante discursos na AL-BA, petistas destacam papel do Sindiquímica na luta pela democracia

Petistas destacam papel do Sindiquímica na luta pela democracia.
Petistas destacam papel do Sindiquímica na luta pela democracia.
Petistas destacam papel do Sindiquímica na luta pela democracia.
Petistas destacam papel do Sindiquímica na luta pela democracia.

Durante Sessão Especial em comemoração aos 50 anos do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química, Petroquímica, plástica, farmacêutica do Estado da Bahia (Sindiquímica-BA), realizada nesta sexta-feira (14/06/2013) na Assembleia Legislativa, diversas lideranças do Partido dos Trabalhadores (PT) destacaram o papel da entidade na luta pela democracia no país. Iniciativa dos deputados Joseildo Ramos e Rosemberg Pinto, o evento relembrou momentos do sindicato que projetou o governador Jaques Wagner para vida pública.

“O sindicato que foi vanguarda na conquista de direitos, também foi vanguarda na luta pela democracia baiana e brasileira, na luta contra Ditadura, na luta pela Diretas, com os caras pintadas, na luta com o Movimento dos Sem Terra (MST). Cada movimento social da Bahia tem o dedo de participação do sindiquímica”, disse Moema Gramacho, que foi líder do sindicato e hoje é secretária estadual de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza.

O papel do Sindiquímica na vida política do estado foi lembrada pelo deputado Joseildo, que destacou a importância dos movimentos sociais  na relação com os governos de coalizão. “Precisamos pressionar os governos para que as transformações, na essência e nos princípios, não deixem de acontecer na forma que sonhamos. O sonho não acabou. Se a gente não estiver organizado, tangendo os governos que elegemos, de amplas coalizões, a gente pode estar perdendo a grande oportunidade de continuar transformando esse país e a Bahia”, lembrou.

Além de trabalhadores e sindicalistas, participaram ainda da comemoração, o deputado federal Luiz Alberto (PT), o secretário da Fazenda, Luiz Petitinga, o ouvidor geral do estado, Jones Carvalho, o jornalista e ex-deputado federal, Emiliano José, o coordenador executivo da Defesa Civil do Estado, Salvador Brito e o presidente da Companhia de Transporte de Salvador (CTS), Carlos Martins, diretor do Sindiquímica na década de 90.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9385 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).