Durante debate na Tudo FM, Líder do governo Wagner defende políticas petistas e critica oposição

Zé Neto: "O governo anterior deixou cerca de 22 mil no Reda e nós temos hoje praticamente 9 mil – e não reduzimos mais porque estamos com dificuldade por estarmos no limite da contratação de pessoal, já que melhoramos salários e plano de carreira de muitas categorias"
Zé Neto: “O governo anterior deixou cerca de 22 mil no Reda e nós temos hoje praticamente 9 mil – e não reduzimos mais porque estamos com dificuldade por estarmos no limite da contratação de pessoal, já que melhoramos salários e plano de carreira de muitas categorias”

Os deputados Zé Neto e Carlos Gaban, o jornalista Levi Vasconcelos e o radialista Mário Freitas, participaram hoje (11/06/2013), às 8h30, ao vivo, de um debate no programa Acorda pra Vida, da Tudo FM 102,5. Na oportunidade, eles esclareceram, principalmente, informações divulgadas em relação a supostas irregularidades do Governo em contas do Estado de 2012 aprovadas pelo TCU.

Ao ser questionado por Carlos Gaban a respeito do regime especial de contratação, Zé Neto esclarece: “O governo anterior deixou cerca de 22 mil no Reda e nós temos hoje praticamente 9 mil – e não reduzimos mais porque estamos com dificuldade por estarmos no limite da contratação de pessoal, já que melhoramos salários e plano de carreira de muitas categorias e isso gerou um impacto grande na folha. Infelizmente, agora precisamos ter prudência nesta resolução que é contratar o máximo de pessoal por concurso público. Nesta altura, temos mais de 21 mil contratados por concurso público.”

Um outro aspecto importante pautado durante o debate foi sobre a utilização da fonte única. Para Gaban, o governo tem cometido irregularidades ao fazer uso desta fonte e, para esclarecer a polêmica, Zé Neto explica que “o artigo 8° da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) prevê que não se trata de nenhuma irregularidade. Momentaneamente, você pode fazer transferências no caixa único do Estado para evitar que ele tenha que buscar recursos fora para fazer pagamentos, inclusive de juros quando não houver recursos. Isso tem sido feito e não se trata de nenhuma irregularidade. São manobras financeiras que estão na LRF.”

Carlos Gaban, Zé Neto e equipe da Tudo FM.
Carlos Gaban, Zé Neto e equipe da Tudo FM.
Sobre Carlos Augusto 9462 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).