ALBA: secretário Jorge Solla alerta sobre dificuldades na operação regionalizada do SAMU em Feira de Santana

Joge Solla na AL-BA: “Estamos encontrando dificuldades para regionalizar o Serviço de Atendimento Móvel (Samu) de Feira de Santana. Se o município sede não aceitar a regionalização para atender as cidades vizinhas, nós ficamos com as mãos atadas. Faço um apelo para que os deputados nos ajudem nesse processo”
Joge Solla na AL-BA: “Estamos encontrando dificuldades para regionalizar o Serviço de Atendimento Móvel (Samu) de Feira de Santana. Se o município sede não aceitar a regionalização para atender as cidades vizinhas, nós ficamos com as mãos atadas. Faço um apelo para que os deputados nos ajudem nesse processo”
Joge Solla na AL-BA: “Estamos encontrando dificuldades para regionalizar o Serviço de Atendimento Móvel (Samu) de Feira de Santana. Se o município sede não aceitar a regionalização para atender as cidades vizinhas, nós ficamos com as mãos atadas. Faço um apelo para que os deputados nos ajudem nesse processo”
Joge Solla: Estamos encontrando dificuldades para regionalizar o Serviço de Atendimento Móvel (Samu) de Feira de Santana. Se o município sede não aceitar a regionalização para atender as cidades vizinhas, nós ficamos com as mãos atadas. Faço um apelo para que os deputados nos ajudem nesse processo.

As ações da Sesab no período 2007/2012 e o Plano Plurianual (PPA) do órgão foram tema de audiência pública realizada pela Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa (AL) nesta terça-feira (04/06/2013) na Casa. Durante o evento, o secretário da pasta, Jorge Solla, fez um apelo aos deputados ligados a Feira de Santana.

“Estamos encontrando dificuldades para regionalizar o Serviço de Atendimento Móvel (Samu) de Feira de Santana. Se o município sede não aceitar a regionalização para atender as cidades vizinhas, nós ficamos com as mãos atadas. Faço um apelo para que os deputados nos ajudem nesse processo”, solicita.

Vice-presidente do colegiado, a deputada estadual Graça Pimenta (PR) alerta para a complexidade da regionalização do serviço. “Esse é um assunto que requer um amplo debate. Feira de Santana está numa localização estratégica e é referência para mais de 20 municípios. A regionalização do Samu tem um custo que precisa ser considerado. É importante que o assunto seja bastante discutido, inclusive na Comissão de Saúde, pois a saúde é um direito de todos”, declara.

Outro tema abordado por Solla foi o retorno das atividades do Hospital Espanhol, em Salvador, que necessitou da intervenção da Sesab para continuar em funcionamento. Conforme o secretário, a unidade vai estar com atendimento normalizado ainda nesta semana. A crise que ameaçou o hospital foi abordada no colegiado de Saúde pela deputada Graça Pimenta.

Conforme os dados apresentados na audiência, os investimentos em Saúde passaram de cerca de R$ 2 bilhões para quase R$ 4 bilhões. Referente à Atenção Básica, Solla informou que houve a ampliação das equipes dos Postos de Saúde da Família (PSF) para um total de 2.868. No que diz respeito à Saúde Bucal, o número de Centros de Especialidade Odontológica (CEO) foi ampliado de 31 para 75.

Na oferta de medicamentos especializados, foram investidos R$ 62 milhões, que só em 2012 contemplaram 75.362 pacientes. Houve acréscimo em 35% na disponibilidade de quimioterapia e radioterapia. O secretário informou também que cerca de 9.000 profissionais foram convocados mediante concurso público.

O lançamento do nome do secretário Jorge Solla por parte de parlamentares dos mais variados partidos como mais um que pode representar o PT nas eleições de 2014 mereceu destaque durante o debate na AL-BA.
O lançamento do nome do secretário Jorge Solla por parte de parlamentares dos mais variados partidos como mais um que pode representar o PT nas eleições de 2014 mereceu destaque durante o debate na AL-BA.

Jorge Solla pré-candidato

O lançamento do nome do secretário Jorge Solla por parte de parlamentares dos mais variados partidos como mais um que pode representar o PT nas eleições de 2014 mereceu destaque durante o debate. O presidente da Comissão de Saúde, José de Arimatéia deu largada ao debate em torno da sucessão estadual, elencando Jorge Solla como candidato de grande potencial para suceder o governador Jaques Wagner. O deputado Alan Sanches, que é médico por formação, entretanto, chamou atenção que o foco principal naquele momento deveria ser a saúde na Bahia, seus avanços, mas principalmente o que precisa ser feito para melhorá-la, mas não negou que o gestor possua legitimidade para tal.

“Precisamos, por exemplo, melhorar o acesso à informação. Muitos não sabem como realizar simples exames e essa é uma tarefa fácil de ser resolvida. Temos que avançar na regulação dos leitos, em especial de UTIs, promessa feita aqui já pelo secretário, afinal, não são poucos os casos em que os pacientes do interior vem a óbito por falta de vagas”, frisou. No que diz respeito a 2014, Alan Sanches fez questão de reforçar que: “o vice-governador Otto Alencar é o candidato natural do meu partido, o PSD, mas Solla não é um nome que deva ser ignorado pela sua sigla, o PT”.

O pepista Mário Negromonte Júnior afirmou que a sua legenda (o PP) abraçará a candidatura de Solla, caso a mesma se torne realidade e até mesmo o comunista Alvaro Gomes disse que o secretário será capaz de dar continuidade ao projeto que está dando certo. Solla, por sua vez, não escondeu que ficou lisonjeado com o destaque ao seu nome, mas preferiu continuar focando nas ações da saúde, cujos investimentos, conforme ele, de 2007 até 2012 dobraram ano a ano. “Em 2012, por exemplo ultrapassou a casa dos R$ 3 bilhões. Realizamos concursos públicos, elevamos os salários dos médicos, investimos e muito em programas de saúde e também em infraestrutura”, destacou, complementando que foram construídos cinco novos hospitais de grande porte e estão em curso a reforma e ampliação de 10 unidades hospitalares e três unidades de emergência. “Como o novo Hospital Couto Maia, cuja PPP já foi licitada, a ampliação do hospital Geral do Estado (HGE), prédio anexo ao Hospital Roberto Santos, nova emergência do Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, dentre outros”, concluiu.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115142 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.