Deputado estadual Luciano Simões quer CPI para apurar nomes envolvidos nos esquemas das ONGs

Luciano Simões: “O Governo da Bahia está dando um péssimo exemplo ao país ao esconder da população baiana que destinou R$ 1 bilhão para ONGs que não existem, que são bibocas de porta de rua”
Luciano Simões: “O Governo da Bahia está dando um péssimo exemplo ao país ao esconder da população baiana que destinou R$ 1 bilhão para ONGs que não existem, que são bibocas de porta de rua”
Luciano Simões: “O Governo da Bahia está dando um péssimo exemplo ao país ao esconder da população baiana que destinou R$ 1 bilhão para ONGs que não existem, que são bibocas de porta de rua”
Luciano Simões: “O Governo da Bahia está dando um péssimo exemplo ao país ao esconder da população baiana que destinou R$ 1 bilhão para ONGs que não existem, que são bibocas de porta de rua”

O deputado Luciano Simões (PMDB) voltou a cobrar as assinaturas dos deputados governistas para a implementação da CPI das ONGs, que deverá apurar e divulgar os nomes dos parentes e assessores de políticos envolvidos nos esquemas que já movimentaram mais de R$ 1 bilhão na Bahia.

Na sessão desta quinta-feira (27/06/2013), Simões lembrou a todos os presentes que ele próprio fez inúmeras denúncias, mas que não citou nomes por entender que os casos deveriam ser investigados pelo Ministério Público. Como resultado das denúncias, o governador Jaques Wagner suspendeu alguns convênios com ONGs no valor de mais de R$ 5 milhões.

“O Governo da Bahia está dando um péssimo exemplo ao país ao esconder da população baiana que destinou R$ 1 bilhão para ONGs que não existem, que são bibocas de porta de rua”, declarou o parlamentar.

Desde o início do ano, o deputado Simões vem denunciando os convênios realizados entre o Governo da Bahia e ONGs fantasmas para a prestação de serviços que são dever do Estado.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111111 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]