CMFS: Vereador Beldes Ramos diz que alguns projetos aprovados na Câmara não são de interesse público

Vereador Beldes Ramos lamenta a atitude dos vereadores que votaram contra a aprovação, que destinaria aproximadamente R$ 6 milhões para melhorar a vida de milhares de feirenses.
Vereador Beldes Ramos lamenta a atitude dos vereadores que votaram contra a aprovação, que destinaria aproximadamente R$ 6 milhões para melhorar a vida de milhares de feirenses.
Vereador Beldes Ramos lamenta a atitude dos vereadores que votaram contra a aprovação, que destinaria aproximadamente R$ 6 milhões para melhorar a vida de milhares de feirenses.
Vereador Beldes Ramos critica os colegas por aprovação de projetos.

O vereador Beldes Ramos (PT), em pronunciamento na Casa da Cidadania, avaliou os trabalhos legislativos da primeira etapa da 17ª Legislatura. Ele afirmou que alguns projetos que foram aprovados nesse primeiro semestre não atendem aos interesses da população feirense. Segundo o petista, há casos em que os vereadores, por conta dos acordos políticos, deixam de estar ao lado do povo para estar a serviço do Poder Executivo.

O vereador disse que “é do perfil do prefeito José Ronaldo, em seu primeiro ano de mandato, trazer projetos que aumentem as taxas, como IPTU; a taxa de iluminação; a TLL e a TFL”.

O petista salientou que “são taxas que foram aumentadas agora que, no pensamento do prefeito, daqui a três, quatro anos, as pessoas vão esquecê-las e irão votar nele, porque vai ter um projeto com algumas obras, como calçamento, construções e reformas”.

Beldes alertou que “o povo já está cansado desse tipo de política, que é de fachada para enganar a população. O povo quer, clama por reforma e transformações urgentes, saúde, educação, entre outros”, disse o edil, salientando que as manifestações populares que estão ocorrendo no Brasil revelam o descontentamento.

Em sua opinião, “infelizmente a nossa Constituição faz com que nós sejamos reféns dos acordos, dos conchavos, em nome da governabilidade, para se manter o poder”, declarou o petista, afirmando que a reforma política pode ser a solução de muitos problemas no país.  Ele acredita que se o político tivesse apenas um mandato,  teria mais compromisso social.

Sobre Carlos Augusto 9449 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).