Neymar e o complexo de vira-lata dos brasileiros

Neymar da Silva Santos Júnior, geralmente referido como Neymar ou Neymar Jr., é um futebolista brasileiro que atualmente defende o clube espanhol Barcelona e é o capitão da seleção brasileira.
Neymar da Silva Santos Júnior, geralmente referido como Neymar ou Neymar Jr., é um futebolista brasileiro que atualmente defende o clube espanhol Barcelona e é o capitão da seleção brasileira.
Neymar da Silva Santos Júnior, geralmente referido como Neymar ou Neymar Jr., é um futebolista brasileiro que atualmente defende o clube espanhol Barcelona e é o capitão da seleção brasileira.
Neymar da Silva Santos Júnior, geralmente referido como Neymar ou Neymar Jr., é um futebolista brasileiro que atualmente defende o clube espanhol Barcelona e é o capitão da seleção brasileira.

“Complexo de vira-lata” é uma expressão criada pelo dramaturgo e escritor brasileiro Nelson Rodrigues, a qual originalmente se referia ao trauma sofrido pelos brasileiros em 1950, quando a Seleção Brasileira foi derrotada pela Seleção Uruguaia de Futebol na final da Copa do Mundo em pleno Maracanã. O Brasil só teria se recuperado do choque (ao menos no campo futebolístico) em 1958, quando ganhou a Copa do Mundo pela primeira vez.

Para Nelson Rodrigues, o fenômeno não se limitava somente ao campo futebolístico. Segundo ele, por “complexo de vira-lata’ entendo eu a inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo”.

Ou ainda: “o brasileiro é um narciso às avessas, que cospe na própria imagem. Eis a verdade: não encontramos pretextos pessoais ou históricos para a auto-estima”.

Pergunta: está morto e enterrado o vira-lata brasileiro e seu complexo?

Não!

Tem sido reavivado nos últimos anos com o caso Neymar. Quando personalidades da vida pebolística brasileira fazem coro e campanha pela expulsão do craque de futebol dos gramados brasileiros.

E a última pérola veio do próprio “técnico” do clube do jogador, um derrotado Murici nas finais do Paulistão. Que afirmou querer ver o jogador que todo mundo quer, longe dele… Isto é, sonha ver o menino-prodígio no Barcelona Futebol Clube, ao lado do jogador argentino Messi.

Ora, “times dos sonhos” já foram formados pelo Real Madrid, Flamengo etc. e não funcionaram… Qual a certeza que daria certo agora? Logo agora, que o Barça está em declínio internacional?

Versão 2013 do Complexo de vira-lata: Vá embora Neymar.

O antídoto para isso: purificar o Subaé e mandar os malditos embora. Vão embora vocês Murici, Ronaldo ex-fenômeno, Tostão cronista charlatão e quem me lê e concorda com este crime lesa-pátria.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Juarez Duarte Bomfim 746 Artigos
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. E-mail para contato: juarezbomfim@uol.com.br.