Morre jornalista Ruy Mesquita, diretor de O Estado de S. Paulo

Ruy Mesquita na redação, aos 29 anos
Ruy Mesquita na redação, aos 29 anos.
Ruy Mesquita na redação, aos 29 anos
Ruy Mesquita na redação, aos 29 anos.

O jornalista e diretor do jornal O Estado de S. Paulo, Ruy Mesquita, morreu na noite de ontem (21/05/2013). Segundo nota publicada pelo jornal, Mesquita foi vítima de um câncer de base de língua, que foi diagnosticado em abril. Ele estava internado desde o último dia 25 no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.

Mesquita tinha 88 anos e desde a morte do irmão, Julio de Mesquita Neto, assumiu a autoria do editorial do jornal. Como jornalista, acompanhou momentos de importantes da história do país e do mundo, como a chegada de Fidel Castro ao poder em Cuba durante a Revolução Cubana, na década de 50, e foi homenageado pelos irmãos Castro.

Filho do jornalista Júlio de Mesquita Filho, Ruy Mesquita cursou a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), mas acabou trocando os estudos jurídicos pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Ele deixa a mulher, Laura Maria Sampaio Lara Mesquita; os filhos Ruy, Fernão, Rodrigo e João; 12 netos e um bisneto.

Presidenta Dilma Rousseff lamenta morte de jornalista Ruy Mesquita

A presidenta Dilma Rousseff divulgou nota de pesar pela morte do diretor do jornal O Estado de S.Paulo, Ruy Mesquita. Dilma diz que Mesquita, que era conhecido como Dr. Ruy, “foi um homem de convicções” e “símbolo de uma geração da imprensa brasileira”, ao lembrar a criação do “inovador” Jornal da Tarde.  “Neste momento de dor, presto a minha solidariedade à família e [aos] amigos”, conclui.

O presidente do Senado, Renan Calheiros também divulgou nota de pesar pela morte de Mesquita e diz que o país perde um grande brasileiro. “Lamentamos profundamente a morte do Dr. Ruy. Ele nos deixa como legado a luta em defesa da liberdade de expressão e da democracia, valores que o Estado de S.Paulo ajudou a construir no nosso país”, diz o texto.

Sobre Carlos Augusto 9404 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).