Ministério Público e Polícia Civil sequestram bens de traficante avaliados em quase R$ 2,5 milhões

Carros, apartamento, dinheiro, uma casa e uma fazenda avaliados em cerca de R$ 2,5 milhões, de propriedade de Adilson Souza Lima, conhecido como “Roceirinho”, foram sequestrados na manhã desta sexta-feira, dia 3, pela força-tarefa formada pelo Ministério Público estadual e Polícia Civil. A operação, intitulada “Derrocada”, deu cumprimento também a cinco mandados de prisão, dois em Salvador, dois em São Gonçalo dos Campos e um em Aracaju. Todos os presos são acusados de envolvimento no crime de lavagem de dinheiro, que, segundo investigações do MP e da Polícia, é procedente do tráfico de drogas.

De acordo com o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Jorge Figueiredo, Roceirinho é considerado um dos maiores traficantes de drogas do estado e está envolvido em crimes de homicídio e assaltos a bancos. O patrimônio do traficante, disse o delegado, é oriundo das práticas criminosas e estava registrado em nome de terceiros para burlar a Justiça e dificultar as investigações. Mas a Polícia, com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais (Gaeco), investigou e comprovou os fatos. Um trabalho importante, desenvolvido conjuntamente para combater os crimes praticados por Adilson Lima, prioritariamente, a lavagem de dinheiro, explicou o promotor de Justiça que coordena o Gaeco, Ariomar Figueiredo. Ele ressaltou que o dinheiro obtido com o tráfico estava sendo investido em alguns bens e utilizado para estruturar quadrilhas de assalto a bancos. Para o promotor, é um avanço poder agir articuladamente no combate a este segmento. “A criminalidade só será vencida com o uso da inteligência”, concluiu ele.

Também participaram da operação desencadeada hoje os promotores de Justiça Gervásio Lopes e Marcos Pontes; o policial do Departamento de Narcóticos (Denarc), Galuber Uchyama, e mais de 60 policiais civis da Bahia e de Sergipe. Dois dos presos já estavam recolhidos no Complexo Penitenciário da Mata Escura: Roceirinho e o seu comparsa Vilmar Florêncio da Silva, vulgo “Dona Vilma”. Identificado como “laranja” de Roceirinho, Arigenal Soares foi preso em Aracaju. Já Fredson Cunha e uma adolescente de 17 anos foram encontrados com meio quilo de drogas numa fazenda de Roceirinho, em São Gonçalo dos Campos.

Fonte: Ministério Público Federal na Bahia

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108705 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]