Governo lança projeto ‘Estratégia Bahia’ em julho, com proposta de crescimento inclusivo e sustentável

Governo da Bahia elabora programa visando crescimento inclusivo e sustentável.
Governo da Bahia elabora programa visando crescimento inclusivo e sustentável.
Governo da Bahia elabora programa visando crescimento inclusivo e sustentável.
Governo da Bahia elabora programa visando crescimento inclusivo e sustentável.

O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia (Codes), órgão vinculado à Secretaria de Relações Institucionais (Serin), lançará em julho de 2013 o projeto ‘Estratégia Bahia’, voltado para a elaboração de estudos e proposições estruturantes e de longo prazo visando ao desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável do estado. Para a construção da agenda do projeto, o Codes está entrando em contato com órgãos públicos e entidades da sociedade civil, como a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio (CDEIC) da Câmara dos Deputados, a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI), vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan), Dieese, Sebrae e a Universidade Federal da Bahia (Ufba), entre outros.

De acordo com o coordenador executivo do Codes, Edson Valadares, as entidades que desejarem participar do projeto devem entrar em contato via [email protected] Para ele, a Bahia vivencia um novo ciclo de desenvolvimento, com a modernização da gestão e investimentos na ampliação da matriz produtiva e na desconcentração social, setorial e regional das atividades econômicas. “Agora, precisamos pensar a Bahia para além das conquistas já obtidas, com a prospecção de cenários e tendências e a articulação dos segmentos sociais para a formulação de entendimentos e compromissos que consolidem um novo salto para o futuro”, afirmou.

Já o secretário de Relações Institucionais, Cezar Lisboa, disse que o novo ciclo de desenvolvimento está consagrado no Brasil e na Bahia, com a retomada do papel do Estado como promotor do desenvolvimento, com a desoneração tributária, o financiamento de longo prazo, os investimentos públicos em infraestrutura e as políticas publicas de promoção da justiça social, em particular a transferência de renda. “Contudo, faz-se necessário discutir e analisar os cenários que estão colocados, como os impactos decorrentes da crise mundial e as novas oportunidades de expansão das atividades econômicas, que requerem acuidade na condução, e aperfeiçoamento, das políticas para o desenvolvimento”.

Valadares afirmou ainda que o Estratégia Bahia funcionará como o grande arcabouço de todas as atividades do Codes nos dois próximos anos, incluindo as Câmaras Temáticas criadas no âmbito do colegiado. O projeto contará com uma série de debates que ocorrerá durante o segundo semestre para a construção de um diagnóstico objetivo e a elaboração de proposições que orientarão políticas públicas dirigidas a um projeto estratégico de Estado. Os conteúdos e resultados dos debates serão organizados e publicados.

Sobre Carlos Augusto 9515 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).