Deputado Uziel Bueno exige retratação da Caixa Econômica Federal

Uziel Bueno: "Uma falha que atingiu milhares de famílias, já que aproximadamente 1,7 milhão de baianos são beneficiados pelo programa, número que representa 106,8% da estimativa de famílias pobres do estado ",
Uziel Bueno: "Uma falha que atingiu milhares de famílias, já que aproximadamente 1,7 milhão de baianos são beneficiados pelo programa, número que representa 106,8% da estimativa de famílias pobres do estado ",
Uziel Bueno: "Uma falha que atingiu milhares de famílias, já que aproximadamente 1,7 milhão de baianos são beneficiados pelo programa, número que representa 106,8% da estimativa de famílias pobres do estado ",
Uziel Bueno: “Uma falha que atingiu milhares de famílias, já que aproximadamente 1,7 milhão de baianos são beneficiados pelo programa, número que representa 106,8% da estimativa de famílias pobres do estado “,

O deputado Uziel Bueno(PTN), também presidente da Comissão de Defesa do Consumidor e Relações de Trabalho da Assembleia Legislativa da Bahia, exige que a Caixa Econômica Federal se retrate com o baianos pela má condução no episódio da antecipação dos pagamentos do Bolsa Família, no mês de maio.

Os boatos que surgiram no sábado (18), anunciando o fim do Bolsa Família levou milhares de pessoas a se aglomerarem na entrada da agência da CEF (Caixa Econômica Federal), do bairro de Periperi e Subúrbio Ferroviário. Em Salvador foram registrados tumultos em diferentes agências. Ainda na segunda-feira (20/05/2013) centenas de pessoas atendidas pelo programa federal compareceram a agências da CEF e lotéricas, que ficaram lotadas, em vários Estados brasileiros.

Para tentar encobrir falhas do Banco, a Caixa sugeriu até mesmo uma investigação da Policia Federal, contra possíveis boatos criminosos. Porém, após causar imenso transtorno aos beneficiários, o presidente da Caixa admitiu a falha no sistema da Instituição, que ao atualizar o cadastro dos beneficiários de programas sociais, detectou alguns beneficiários com dois números de identificação diferentes e liberou os pagamentos de maio e junho para todos os beneficiários, independentemente do número do cartão.

Para o deputado Uziel Bueno, além dos cadastrados no programa, os clientes da Bahia também foram desrespeitados devido ao tumulto causado. “Pior do que cometer a falha, foi tentar omitir o erro. Cabe agora a superintendência da Caixa na Bahia, se retratar oficialmente diante dos fatos”, disse Bueno, que enviou correspondência a presidência e Superintendência Nacional e da Caixa na Bahia.

“Uma falha que atingiu milhares de famílias, já que aproximadamente 1,7 milhão de baianos são beneficiados pelo programa, número que representa 106,8% da estimativa de famílias pobres do estado “, finalizou o deputado.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9382 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).