Crise do Esporte Clube Bahia leva senador Walter Pinheiro a protestar

Walter Pinheiro: “Me coloco à disposição para ajudar o futebol da Bahia, mas não quero, como sempre fiz, misturar política com o futebol. No papel de torcedor e senador só mais um disposto a contribuir com o Bahia e o futebol baiano. O Bahia é um patrimônio público, portanto deve ser tratado como tal”
Walter Pinheiro: “Me coloco à disposição para ajudar o futebol da Bahia, mas não quero, como sempre fiz, misturar política com o futebol. No papel de torcedor e senador só mais um disposto a contribuir com o Bahia e o futebol baiano. O Bahia é um patrimônio público, portanto deve ser tratado como tal”
Walter Pinheiro: “Me coloco à disposição para ajudar o futebol da Bahia, mas não quero, como sempre fiz, misturar política com o futebol. No papel de torcedor e senador só mais um disposto a contribuir com o Bahia e o futebol baiano. O Bahia é um patrimônio público, portanto deve ser tratado como tal”
Walter Pinheiro: “Me coloco à disposição para ajudar o futebol da Bahia, mas não quero, como sempre fiz, misturar política com o futebol. No papel de torcedor e senador só mais um disposto a contribuir com o Bahia e o futebol baiano. O Bahia é um patrimônio público, portanto deve ser tratado como tal”

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) manifestou, através do microblog Twitter nesta sexta-feira (17/05/2013), seu apoio ao movimento de reformulação do Esporte Clube Bahia, que vem mobilizando a torcida, políticos, empresários, ex-jogadores e lideranças. Pinheiro se colocou à disposição de ajudar, mas destacou que não pretende integrar conselho nem cargo.

“Me coloco à disposição para ajudar o futebol da Bahia, mas não quero, como sempre fiz, misturar política com o futebol. No papel de torcedor e senador só mais um disposto a contribuir com o Bahia e o futebol baiano. O Bahia é um patrimônio público, portanto deve ser tratado como tal”, disse.

Esta não foi a primeira vez que o senador utilizou o Twitter para criticar a atual situação e a diretoria do clube. Após a partida inaugural da Arena Fonte Nova, em 7 de abril, quando o Bahia foi derrotado por 5×1 pelo Vitória, Pinheiro disparou: “Duas experiências na Bahia: uma de como uma boa gestão constrói um grande estádio, e outra, de como uma péssima gestão destrói um grande time”.

Sobre Carlos Augusto 9514 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).