Administração de ACM Neto propõe 0% de reajuste salarial para os servidores soteropolitanos e causa indignação da categoria

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Administração de ACM Neto propõe 0% de reajuste salarial.
Administração de ACM Neto propõe 0% de reajuste salarial.
Administração de ACM Neto propõe 0% de reajuste salarial.
Administração de ACM Neto propõe 0% de reajuste salarial.

Trabalhadores públicos municipais, representantes de associações e parte da diretoria do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps) se reuniram hoje (06/05/2013) com o secretário municipal de gestão, Alexandre Pauperio, na sede da Secretaria, para discutir as reivindicações da categoria. Depois de mais de três horas de negociações, ficou marcado para a próxima sexta-feira (10) um segundo encontro entre o grupo, a fim de que a gestão municipal dê alguma posição concreta sobre as solicitações apresentadas pelo Sindseps.

Dentre as reivindicações da categoria estão o reajuste salarial de 20% no vencimento base dos servidores ativos, inativos, pensionistas e de empresa pública, e na tabela de gratificação de competência para todos os funcionários públicos municipais; a implantação de assistência médica, conforme a Lei 050/ 2010; a aprovação do Plano de Cargos e Vencimentos; a realização de concurso público e a compra de fardamento para todas as áreas.

Apesar do documento com as reivindicações ter sido entregue desde o dia 08 de abril deste ano, o secretário não apresentou resoluções para as demandas da categoria, mas adiantou que a Prefeitura não tem condições de reajustar o salário dos servidores. “A Prefeitura de Salvador está com déficit orçamentário de R$ 560 milhões, sendo que R$ 100 milhões são só da folha de pagamento. Nós valorizamos o servidor, mas não temos condições, no momento, de dar nenhum reajuste, muito menos esse de 20%”, afirmou Pauperio.

Segundo o secretário, a gestão municipal ainda precisa avaliar os pontos que são obrigatórios, legais e ver o impacto financeiro deles. “Mas queremos aprovar a assistência médica para todos os servidores, sem privilégios, e no segundo semestre deste ano, vamos apresentar uma nova proposta para o Plano de Cargos e Vencimentos, que deve ser implantado em 2014. Entendemos os direitos dos trabalhadores, só que não podemos ficar reféns de ameaças de greve”, acrescentou o secretário.

“A Prefeitura provou, mais uma vez, que vem para a mesa de negociação sem estudar nenhum ponto da pauta e sem apresentar nenhuma proposta. Quando chegamos na parte financeira, o secretário disse logo que não tem como dar nada de aumento. Isso é absurdo! O nosso único caminho é desencadear uma greve geral por tempo indeterminado”, avisou o diretor financeiro do Sindseps, Helivaldo Alcântara, mais conhecido como Alemão. Ele ressalta que a decisão sobre a suspensão ou não das atividades e a duração dela sairá amanhã (7), durante a Assembleia Geral da categoria, que será realizada a partir das 8h, em frente à Secretaria Municipal de Saúde, no bairro do Comércio.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 122004 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.