Vereadores querem que atual rodoviária de Salvador seja transformada em Parque Esportivo e Cultural

Movimento de passageiros na Estação Rodoviária de Salvador.
Movimento de passageiros na Estação Rodoviária de Salvador.
Movimento de passageiros na Estação Rodoviária de Salvador.
Movimento de passageiros na Estação Rodoviária de Salvador.

Após o anúncio do Governo do Estado sobre a transferência do Terminal Rodoviário de Salvador, o líder do DEM na Câmara Municipal de Salvador e vice-líder do governo, Léo Prates, apresentou, junto com o vereador Suica (PT), na última terça-feira (16/04/2013), um projeto de indicação ao governador Jaques Wagner para que a área da rodoviária seja transformada em um Parque Esportivo e Cultural e um Shopping Popular (Camelódromo).

“Precisamos organizar e padronizar o comércio informal naquele local e o formato do Shopping Popular em Porto Alegre poderia ser usado como inspiração”, afirma Prates. Na capital gaúcha, há três anos, um camelódromo com centenas de lojas populares estão reunidas em um espaço com infraestrutura de serviços e estacionamento para clientes.

Além da área de comércio, o projeto de indicação de autoria do democrata e do petista também prevê a implantação de um Parque Esportivo e Cultural no espaço de 150 mil m², onde está localizada a rodoviária. “Nossa cidade precisa de mais espaços para entretenimento e aquela região, que possui uma área verde, pode ser mais um local para lazer da nossa população”, declara o líder do DEM.

No dia 5 de abril, durante a cerimônia de inauguração da Arena Fonte Nova, o governador anunciou a transferência da rodoviária e do Detran para o bairro de Pirajá. Ainda não foi anunciada a data de início das obras. A medida deverá desafogar o trânsito na área do Iguatemi.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9396 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).