Turismo é alternativa de renda para região atingida pela estiagem; Novos roteiros Caminhos do Sertão serão lançados no II Salão Baiano do Turismo

Canudos é opção para turismo histórico e geográfico.
Canudos é opção para turismo histórico e geográfico. Uma alternativa de renda para a população do sertão da Bahia, que ainda sofre as consequências da falta de chuvas, é a Economia Criativa através da produção de artesanato, música, gastronomia, danças e demais atrativos para os turistas que visitam a região.
Canudos é opção para turismo histórico e geográfico.
Canudos é opção para turismo histórico e geográfico. Uma alternativa de renda para a população do sertão da Bahia, que ainda sofre as consequências da falta de chuvas, é a Economia Criativa através da produção de artesanato, música, gastronomia, danças e demais atrativos para os turistas que visitam a região.

Durante o II Salão Baiano de Turismo, de 10 a 14 de abril de 2013 no Centro de Convenções, em Salvador, serão lançados dois novos roteiros Caminhos do Sertão: Roteiro Fazenda Serra Branca, no município de Jeremoabo, para observação de pássaros como arara azul e urubu rei e o turismo de aventura que explora o potencial do açude Cocorobó.

 Os beneficiários destes roteiros são os donos de pousadas e restaurantes de Jeremoabo e os artesãos da região que fazem pássaros e araras com fibras de ouricuri, madeira de umbuzeiro e madeira reciclada, além de artesanato em tear feito com puro algodão cultivado na região. Na região do açude Cocorobó os beneficiários são proprietários de restaurantes, pousadas e hotéis de Canudos além de artesãos moradores de Canudos e Euclides da Cunha, os doces feitos com umbu, maracujá do mato e outros frutos da Caatinga da Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaça (Coopercuc).

De acordo com a coordenadora da Unidade de Economia Criativa do Sebrae Bahia, Luciana Santana, os roteiros Caminhos do Sertão foram elaborados a partir de um diagnóstico feito pelo Sebrae, possibilitando a melhoria de renda e criação de emprego para a população que vive na região castigada pela seca. O diagnóstico foi feito em 13 municípios do sertão para detectar o potencial turístico e empreendedor da região. São eles: Feira de Santana, Santa Bárbara, Serrinha, Cipó, Tucano, Itapicuru, Monte Santo, Euclides da Cunha, Canudos, Jeremoabo, Santa Brígida, Uauá e Nova Soure.

Na próxima segunda-feira, 8 de abril, o Sebrae Bahia inicia nos municípios da região do Sertão um Programa de Capacitação Empresarial que vai beneficiar cerca de 160 microempresas e empreendedores individuais em seis municípios. Eles vão receber os cursos Planejamento Estratégico, Gestão Financeira e Gestão de Pessoas dentro do Programa Na Medida, que busca ampliar o acesso dos empresários a conhecimentos sobre a gestão do seu negócio, visando ao aumento da produtividade, competitividade e lucratividade de modo sustentável.

Estandes promovem o turismo da Bahia para o mundo

Chapada Diamantina, Bahia de Todos os Santos, Costa dos Coqueiros, Costa das Baleias, Costa do Cacau, Costa do Dendê, Costa do Descobrimento e Lagos e Cânions do São Francisco. Estes são os oito estandes, patrocinados pelo Sebrae Bahia, que estarão no II Salão Baiano de Turismo, onde os empresários do setor terão a oportunidade de divulgar seus produtos durante os cinco dias do evento.

Rodada de Negócios terá 300 compradores nacionais e internacionais

No mesmo local do II Salão Baiano de Turismo, o Centro de Convenções, em Salvador, acontece nos dias 11 e 12 de abril o Brazil National Tourism Mart – BNTM – 2013, criado em 1992, uma iniciativa da Fundação CTI-NE (Fundação Comissão de Turismo Integrado do Nordeste) que tem o apoio do Sebrae na organização da Rodada e Negócios de Turismo. O objetivo do BNTN é o de aproximar o “trade” turístico nacional – hoteleiros, agentes de viagens, operadoras de turismo e companhias aéreas – das operadoras turísticas dos principais mercados internacionais para o Brasil.

A partir da seleção das empresas feita pelo BNTM, o Sebrae Bahia inseriu as empresas no sistema da Rodada, cruzando os interesses entre compradores e ofertantes, além de fazer a agenda dos encontros e o catálogo com as informações das empresas. Serão cerca de 300 empresas âncoras (os compradores) como operadoras de turismo nacionais e internacionais e cerca de 198 empresas ofertantes como hotéis, pousadas, empresas receptivos, como turismo ecológico e turismo de aventura e locadoras de veículos.

Bioma da região de Canudos é opção para turistas.
Bioma da região de Canudos é opção para turistas.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109955 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]jornalgrandebahia.com.br.