Prefeito de Nova Fátima, Manoel Santos de Oliveira, contrata empresa de servidora pública

O Pleno do Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quarta-feira (24/04), votou pela procedência da denúncia lavrada contra o prefeito de Nova Fátima, Manoel Santos de Oliveira, por irregularidades cometidas no exercício de 2011.

O relator do parecer, Conselheiro José Alfredo Rocha Dias, solicitou representação ao Ministério Público e multou o gestor em R$ 6 mil.

A denúncia foi formulada em razão de ter sido constatado, no exame da prestação de contas do mês de outubro de 2011, que a Administração firmara contrato com a empresa “Vanusa Medicamentos Ltda”, pertencente a Vanusa Ferreira de Jesus Pinto, servidora pública concursada ao cargo de professora da rede municipal de ensino, para o fornecimento de medicamentos para a Secretaria Municipal de Saúde. As informações indicam que o gasto alcançou a quantia de R$ 6.775,30.

Ademais, ficou comprovado que o gestor foi reincidente no cometimento da irregularidade, posto que já teria sido anteriormente advertido e sancionado por esta Corte de Contas em face do seu cometimento – processo TCM nº 16.390/11 -, violando a Constituição da República e normas federais. Nas irregularidades anteriores, foram comprovadas as contratações dos serviços extras de Rogério Moreira Rios Cunha e de Reinalda Mendes dos Santos, também servidores municipais.

Ainda pode recorrer da decisão.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]