Pré-candidato ao governo da Bahia, Luiz Caetano defende coalizão com a direita

Luiz Caetano: "O ex-senador César Borges (PR) é um político experimentado, aliado do Governo da Bahia e do Governo Federal. Ganham os partidos da base aliada do governo e, lógico, ganha também a Bahia”
Luiz Caetano: "O ex-senador César Borges (PR) é um político experimentado, aliado do Governo da Bahia e do Governo Federal. Ganham os partidos da base aliada do governo e, lógico, ganha também a Bahia”
Luiz Caetano: "O ex-senador César Borges (PR) é um político experimentado, aliado do Governo da Bahia e do Governo Federal. Ganham os partidos da base aliada do governo e, lógico, ganha também a Bahia”
Luiz Caetano: “O ex-senador César Borges (PR) é um político experimentado, aliado do Governo da Bahia e do Governo Federal. Ganham os partidos da base aliada do governo e, lógico, ganha também a Bahia”

O ex-prefeito de Camaçari e pré-candidato do PT ao Governo do Estado, Luiz Caetano, elogiou a presidenta Dilma Rousseff por escolher um baiano para o Ministério dos Transportes. “Desde o período em que presidi a UPB (União dos Municípios da Bahia) defendo a importância de termos o sotaque baiano na Esplanada dos Ministérios. Falei isso, inclusive, quando Afonso Florence e o Mário Negromonte deixaram seus ministérios (Desenvolvimento Agrário e Cidades). Fico feliz de ver novamente um baiano representando nosso Estado no ministério. O ex-senador César Borges (PR) é um político experimentado, aliado do Governo da Bahia e do Governo Federal. Ganham os partidos da base aliada do governo e, lógico, ganha também a Bahia”, afirmou Caetano durante entrevista na manhã desta terça-feira (02/04/2013), à Rádio Sucesso 93.1 FM.

Ao falar da nomeação para o ministério, o petista aproveitou a ocasião para enfatizar a participação macro que os aliados têm tido no projeto. “O PT sabe valorizar os seus aliados, que sempre tiveram papeis importantes. Basta lembrar que quando Geddel (PMDB) esteve no governo ele passou a ministro, Mário Negromonte (PP) do mesmo modo. O Otto Alencar (PSD) ocupa a vice-governadoria. Colocamos Lídice (PSB) no Senado, o Marcelo Nilo (PDT) é presidente da Assembléia Legislativa, o Gildásio Penedo (PSD) é conselheiro no TCE (Tribunal de Contas do Estado) e por ai vai”, disse.

Durante a entrevista Caetano defendeu ainda a chapa competitiva. “O projeto maior do PT hoje é a reeleição de Dilma. Os estados compreendem isso e trabalham para montar uma chapa competitiva, porém para ter uma chapa competitiva, nós temos, que ter um candidato do PT competitivo. Na Bahia, estamos buscando mobilizar o partido para que sejamos ouvidos na sucessão e, consequentemente, ajudarmos o governador a escolher o candidato. Porque uma coisa é ser governo e outra coisa é ser partido. O governo pode ter uma opinião e o partido ter outra. Para dar certo, é preciso discutir as duas posições, pois um depende do outro. Obviamente, que o comando será do governador, pois ele é o líder maior do partido na Bahia, porém o projeto nacional está acima do regional e o regional acima do municipal. É por esta razão que estou debatendo com o PT, com a militância do partido e quero debater também com a sociedade. Meu foco agora é criar musculatura, buscar o PT, a militância do meu partido, pra ser o candidato da base, construído pela base, pela sociedade e com a militância para consolidar minha candidatura”, afirmou Caetano.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110932 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]