Itaipava Arena Fonte Nova é a primeira das novas arenas do Brasil com naming rights

O Grupo Petrópolis, segundo maior do setor cervejeiro no país e maior companhia 100% brasileira de bebidas, patrocina por meio de uma de suas principais marcas a primeira arena multiuso da Bahia: a Itaipava Arena Fonte Nova.
O Grupo Petrópolis, segundo maior do setor cervejeiro no país e maior companhia 100% brasileira de bebidas, patrocina por meio de uma de suas principais marcas a primeira arena multiuso da Bahia: a Itaipava Arena Fonte Nova.
O Grupo Petrópolis, segundo maior do setor cervejeiro no país e maior companhia 100% brasileira de bebidas, patrocina por meio de uma de suas principais marcas a primeira arena multiuso da Bahia: a Itaipava Arena Fonte Nova.
O Grupo Petrópolis, segundo maior do setor cervejeiro no país e maior companhia 100% brasileira de bebidas, patrocina por meio de uma de suas principais marcas a primeira arena multiuso da Bahia: a Itaipava Arena Fonte Nova.

O Grupo Petrópolis, segundo maior do setor cervejeiro no país e maior companhia 100% brasileira de bebidas, patrocina por meio de uma de suas principais marcas a primeira arena multiuso da Bahia: a Itaipava Arena Fonte Nova. A inauguração será realizada no dia 7 de abril e contará com uma cerimônia festiva antes do tradicional clássico Bahia x Vitória, válido pelo campeonato estadual.

A Itaipava Arena Fonte Nova é a primeira, dentre as novas arenas multiuso brasileiras, a assinar um contrato de naming rights. Para ter o privilégio, o Grupo Petrópolis investirá R$ 10 milhões por ano, por 10 anos. O contrato concede à Itaipava e outras marcas da empresa o direito de comercialização de seus produtos com exclusividade em todos os bares e restaurantes do equipamento.

Segundo Douglas Costa, diretor de mercado do Grupo Petrópolis, o investimento é uma forma de estar junto ao povo baiano em alguns de seus momentos preferidos, que envolvem futebol, festa e alegria. “Estamos contentes por marcar presença em um símbolo da Bahia como é a Arena Fonte Nova. A parceria público-privada (PPP) entre o Governo do Estado da Bahia, a OAS e a Odebrecht assegurou a credibilidade e a segurança que o Grupo Petrópolis busca nos seus negócios. Esperamos conquistar o povo baiano da mesma maneira que ele tem nos conquistado com seu carisma”, declara.

O presidente da Itaipava Arena Fonte Nova, Frank Alcântara, ressalta que a negociação de contratos de patrocínio é uma das mais relevantes fontes de receitas das novas arenas. “A conquista deste contrato, logo no início da operação, é de extrema importância para a sustentabilidade econômica do equipamento, além de permitir a redução do investimento público do Governo do Estado, conforme estabelecido no contrato de PPP. Começamos a gestão mostrando vanguarda no modelo de arena multiuso que se inaugura no Brasil e que representa um importante avanço deste modelo para o estado e para o país”, afirma.

A parceria preserva o nome Fonte Nova, apelido dado pelo público ao estádio Octávio Mangabeira à época da sua fundação, em 1951. A memória do célebre Governador baiano, responsável pela implantação do primeiro estádio, está reverenciada no nome oficial do complexo esportivo e cultural. “Esse novo conceito de Arena representa uma evolução, e preserva toda a história e emoção vividas na Fonte Nova”, reforça Alcântara.

O Grupo Petrópolis está terminando a construção de uma fábrica em Alagoinhas, a 108 km de Salvador, que será inaugurada em ainda este ano, gerando 500 empregos diretos e 3 mil indiretos. “Estamos dispostos a fazer mais do que oferecer nossos produtos. Queremos contribuir para o desenvolvimento socioeconômico e cultural da região. Como empresa 100% brasileira, direcionamos nossos investimentos para o país”, diz Costa.

Naming Rights

Arena Fonte Nova será inaugurada no dia 7 de abril de 2013 com o clássico Bahia x Vitória e evento festivo ocorre antes da partida.
Arena Fonte Nova será inaugurada no dia 7 de abril de 2013 com o clássico Bahia x Vitória e evento festivo ocorre antes da partida.

O modelo de patrocínio por naming rights é utilizado em todo o mundo. Consiste na cessão de direitos ao anunciante sobre o nome de determinada propriedade, seja ela o título de um campeonato, evento ou arenas e estádios.

Bastante difundida em países europeus e nos Estados Unidos, a prática é recente em estádios no Brasil – antes da Itaipava Arena Fonte Nova, o único caso foi registrado em 2005, quando o Atlético Paranaense cedeu o direito de uso do nome do seu estádio Arena da Baixada, que ficou conhecido como “Kyocera Arena”.

No mundo, são conhecidas as parcerias como a do clube Arsenal de Londres com a companhia aérea Emirates (Emirates Stadium), do Stutgart com a montadora automotiva Mercedes-benz (Mercedes-Benz Arena), da seguradora Allianz com o Bayern de Munique (Allianz Arena), o estádio de beisebol americano, batizado com o nome da cervejaria Miller (Miller Park), dentre outros.

Esta modalidade de parceria também é muito comum em esportes como basquete e futebol americano.

Grupo Petrópolis nos esportes

Além de batizar a Itaipava Arena Fonte Nova, o Grupo Petrópolis também é patrocinador da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca. Fora do futebol, a

empresa investe em diversos esportes como automobilismo, MMA, surf, paraquedismo, ciclismo, entre outros.

Por meio do TNT Energy Drink, a empresa patrocina um time de atletas brasileiros que conta com nomes como José Aldo, Júnior Cigano (MMA), Lugi Cani (paraquedismo), Fabiola da Silva (patins), Karol Knopf (surf), Luana Oliveira (bike), Joaninha (motocross), Roni Gomes (skate), Leticia Bufoni (skate), Hugo Langel (montanhismo), Pedro Oliva (caiaque), André Jesus (bike) e Eraldo Gueiros (surf).

Também com o energético TNT, o grupo é a única companhia brasileira a patrocinar a Scuderia Ferrari de Fórmula 1. A marca está exposta no bico dos carros dos pilotos Fernando Alonso e Felipe Massa, ambos atletas do Team TNT.

A empresa ainda investe em uma equipe de talentos do ciclismo nacional com o isotônico Ironage. Formada por atletas profissionais criteriosamente selecionados, a Equipe Ironage/Colner conta com ciclistas experientes que foram campeões do Ranking Sulamericano 2012. Além do líder Edgardo Simon, estão os ciclistas brasileiros José Eriberto, Marcelo Moser, João Marcelo Pereira, Jean Marcel da Silva, Edson Antônio Ponciano, Bruno Pereira da Silva e o argentino Juan Telmo Fernandes.

Sobre o Grupo Petrópolis

Fundado em 1994, o Grupo Petrópolis é atualmente a segunda maior cervejaria do Brasil e a única grande empresa com capital 100% nacional do setor. Dono das marcas Crystal, Lokal, Itaipava, Black Princess, Petra e Weltenburger, do energético TNT Energy Drink, do isotônico Ironage, das vodkas Blue Spirit Unique, Blue Spirit Ice e Nordka, também é a maior companhia brasileira de bebidas. Com quatro fábricas em operação e mais duas em construção, o Grupo é responsável pela geração e manutenção de 16,7 mil empregos, entre diretos e indiretos. Além disso, patrocina atletas brasileiros profissionais e amadores e promove ações ambientais por meio do Projeto AMA.

Sobre a Itaipava Arena Fonte Nova

A estrutura verticalizada da arena coloca o espectador mais próximo do espetáculo. O equipamento tem capacidade para 50 mil pessoas em assentos cobertos, 70 camarotes, 40 quiosques de alimentação, restaurantes panorâmicos e 2.500 vagas de estacionamento. Sua estrutura abriga sala de imprensa, elevadores, sanitários, espaço cultural e salões de negócios. Além disso, o projeto oferece acesso para pessoas com dificuldade de locomoção, circulação vertical por elevadores e posição de cadeirantes nas arquibancadas, atendendo as normas brasileiras e permitindo acesso e

conforto para todos. A área total do terreno, que tem aproximadamente 116 mil m², possui 90 mil m² dedicados à arena multiuso.

Fonte Nova Negócios e Participações

A Fonte Nova Negócios e Participações (FNP) empresa de capital privado composta por OAS Arenas e Odebrecht Properties, é a concessionária que integra a Parceria Público Privada (PPP) com o Governo da Bahia. Representa um modelo de negócio ainda recente no Brasil, onde a FNP assume como gestora do equipamento e terá direito de operar a Arena durante 35 anos para eventos esportivos, musicais, culturais e de negócios, além de explorar os seus espaços publicitários. A operação nesse modelo visa a garantir a qualidade, manutenção e sustentabilidade da estrutura e dos serviços.

Sobre Carlos Augusto 9524 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).