Grandeza na luta

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto

Ato de grandeza não é mesmo para qualquer um. Não se pode esperar de quem nunca lutou um ato de bravura, de quem nunca construiu uma edificação, de quem nunca foi grato a solidariedade.

As diferentes diretorias que passaram por esta entidade sindical tiveram características diversas, mas algo em comum: a disposição para realizar a luta em favor do conjunto da categoria, referendados por um democrático processo eleitoral. Emprestaram, e nunca mais poderão tomar de volta, o que lhe é mais precioso, o seu tempo, sua força. Isso aliado a sua capacidade de enfrentamento, mas também de diálogo e convencimento, inegavelmente, tem contribuído de forma decisiva para que os fazendários evoluam, avancem em seus pleitos.

A categoria fazendária nesta vitoriosa trajetória acumulou experiência política suficiente para entender eventual crítica a atuação sindical, que de tempos em tempos aparece, por mais abjeta que se apresente. O adversário na disputa é o empregador, mas o discurso sórdido escolhido, para não se comprometer na luta, é o mais fácil, o do ataque aos seus pares.

Não tem sido incomum, dentro da Sefaz, atores assumirem o papel de ataque à dignidade e à honra de quem se coloca na defesa do interesse coletivo, representando interesses escusos e até impublicáveis. Esse capítulo da nossa história não é novo para os fazendários e todos já sabem o seu desfecho. O tempo estará sempre a favor da verdade.

A direção do Sindsefaz, plural e democrática, não se cabe em orgulho por representar o interesse de todos os segmentos da Sefaz. Nos regojizamos pela capacidade técnica dos auditores fiscais, pela garra e capacidade política dos agentes de tributos e pela determinação e a capacidade de resistência dos colegas técnicos administrativos diante das intempérias patrocinadas pelos governos contra este segmento.

Por isso, nos somamos à imensa maioria dos fazendários que desejam lutar pelos seus direitos amparados pelo espírito de união, integração e em favor de todos os segmentos da Sefaz, sem discriminação e com solidariedade.

A melhor resposta ao oportunismo, a desfaçatez, ao preconceito e a ingratidão será a construção coletiva da luta. Rumo à vitória, fazendário!!

*Com informações SINDSEFAZ

Sobre Alberto Peixoto 488 Artigos
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: [email protected] Saiba mais sobre o autor visitando o endereço eletrônico http://www.albertopeixoto.com.br.