Deputado Carlos Geilson pede que governador reavalie valor dos pedágios nas rodovias baianas

Carlos Geilson: “O estado não pode cruzar os braços, onde diversos trabalhadores estão sendo ameaçados de demissão. É uma coisa grave, onde os trabalhadores terão todo nosso apoio e a nossa luta”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Carlos Geilson: “O estado não pode cruzar os braços, onde diversos trabalhadores estão sendo ameaçados de demissão. É uma coisa grave, onde os trabalhadores terão todo nosso apoio e a nossa luta”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Carlos Geilson: “E o secretário ainda admitiu que sabia que essa transação é ilegal, e mesmo assim fez. É esse o jeito do PT de governar. Sabe que está errado, e mesmo assim faz, pelo menos esse admitiu, pior é quando se faz de desentendido”
Carlos Geilson quer novos valores nos pedágios.

A privatização das estradas baianas voltou a ser criticada pelo deputado estadual Carlos Geilson (PTN) nesta terça-feira (09/04/2013). Para o parlamentar, o governador Jaques Wagner (PT) deveria tomar o exemplo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que está rediscutindo o valor dos pedágios, que pode chegar à redução de 10 a 20% na tarifa.

“Na Bahia nós pagamos pedágios por estradas ruins, que estão inacabadas ou em construção. Se copiam tanto as coisas de fora, então devemos copiar o que está correto e dando certo também”, sinalizou Geilson.

O deputado ainda lembrou que hoje ninguém entra e sai de Salvador sem pagar pedágio. “Quem fez isso foi Jaques Wagner, que quando era deputado federal, em 2001, criticou o então governador César Borges, pelo pedágio da Litoral Norte. O tempo passou, o governo federal vende a BR-324 eele como governador vende as BAs, que dão acesso à capital baiana”, criticou.

Carlos Geilson ainda falou sobre os radares que a ViaBahia está instalando na BR 324. Para ele, a intenção não é o controle a velocidade, mas fazer uma máquina de ganhar dinheiro com as multas que serão aplicadas. “Desse jeito a rodovia vai ficar praticamente intransitável”, pontuou.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9292 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).