Secretário da Indústria Naval e Portuária da Bahia defende menor interferência do Estado e maior abertura do setor

Carlos Costa, Secretário da Indústria Naval e Portuária da Bahia, participa do Maritime Summit 2013, e defende menor interferência do Estado e maior abertura do setor.
Carlos Costa, Secretário da Indústria Naval e Portuária da Bahia, participa do Maritime Summit 2013, e defende menor interferência do Estado e maior abertura do setor.
Carlos Costa, Secretário da Indústria Naval e Portuária da Bahia, participa do Maritime Summit 2013, e defende menor interferência do Estado e maior abertura do setor.
Carlos Costa, Secretário da Indústria Naval e Portuária da Bahia, participa do Maritime Summit 2013, e defende menor interferência do Estado e maior abertura do setor.

Carlos Costa, Secretário da Indústria Naval e Portuária do Estado da Bahia participou nesta terça-feira (05/03/2013) do evento Maritime Summit – concessões, gestão operacional e tecnologia para portos e terminais, no Rio de Janeiro, que teve como objetivo principal os debates relacionados às concessões, PAC dos portos e a nova regulação, a guerra fiscal entre os portos, viabilidade e visão do governo em relação aos novos terminais, taxas de espelho d’água, e tecnologia portuária.

O Secretário Costa fez parte do painel “Cenário macro econômico e previsão de investimentos com o PAC dos Portos”, ao lado do Ministro da Secretaria dos Portos, José Leônidas, o presidente da LogZ Investiments, Nelson Carlini e o Sócio-diretor da Pezco MicroAnalysis Consultoria Econômica, Cleveland Prates.

Em sua apresentação, o Secretário Carlos Costa conceituou o princípio de desenvolvimento, que passa por melhorias de infraestrutura, no que diz respeito ao adentramento aos portos, menor interferência governamental no processo, ou seja, um número menor de Ministérios e empresas de Governo e maior abertura para o aspecto trabalhista. “Espero e trabalho para que o Estado da Bahia, o mais bem localizado geograficamente no país, seja contemplado como Porto Hub Freedom”, concluiu.

A Maritime Summit 2013 reuniu investidores nacionais e internacionais, administradores de portos e terminais, especialistas na área de infraestrutura, transporte e usuários de diferentes portes, além de especialistas na área socioambiental, professores universitários e advogados.

Sobre Carlos Augusto 9707 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).