Reforma do Amélio Amorim segue dando sofisticação ao centro de cultura de Feira de Santana

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Novas poltronas trazem conforto para o ambiente no CCAAm.
Novas poltronas trazem conforto para o ambiente no CCAAm.
Novas poltronas trazem conforto para o ambiente no CCAAm.
Novas poltronas trazem conforto para o ambiente no CCAAm.

A reforma no Centro de Cultura Amélio Amorim está quase pronta. Em breve, Feira de Santana terá um centro de cultura totalmente reformado e adequado para atender a população. Poltronas acolchoadas e dois novos camarins são alguns dos itens que compõem esta etapa da reforma que está prevista para ser entregue em abril deste ano.

Além das poltronas acolchoadas que substituem as cadeiras plásticas, o teatro do Amélio Amorim agora conta com piso anti ácaro e adequado para contribuir com a acústica necessária ao ambiente. O palco, telhado, antigos camarins e concha acústica também foram reformados. Acessos para portadores de deficiência em todos os espaços do centro também foram feitos, além de lugares reservados no teatro para cadeirantes.

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (PT), informa os próximos passos darão conta de iniciar a reforma do Jerimum.   “O governo já está terminando a parte administrativa para encaminhar a reforma da segunda etapa. A expectativa é que se faça, ainda neste semestre, a licitação para inicio das obras de recuperação do Jerimum e construção do Centro de Referência do Sertão”, disse.

Zé Neto também salienta medidas para vitalizar atividades culturais no interior do estado. “Temos um processo mais direcionado para o interior com editais, recursos, orientação e toda uma performance que faz com que a parte da cultura, que aqui no estado sempre foi tida como um ornamento,  passe a fazer parte do elenco das políticas públicas que são importantes para o desenvolvimento do nosso projeto”.

Sobre Carlos Augusto 9611 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).