Mostra Baiana de Teatro no FRINGE 2013

A edição 2013 do Festival de Teatro de Curitiba, referência das artes cênicas do Brasil, terá em sua programação uma Mostra Baiana, com curadoria do ator Wagner Moura.
A edição 2013 do Festival de Teatro de Curitiba, referência das artes cênicas do Brasil, terá em sua programação uma Mostra Baiana, com curadoria do ator Wagner Moura.

A edição 2013 do Festival de Teatro de Curitiba, referência das artes cênicas do Brasil, terá em sua programação uma Mostra Baiana, com curadoria do ator Wagner Moura. Durante 12 dias, de 27 de março a 7 de abril de 2013, sete espetáculos da Bahia ocupam o Teatro José Maria dos Santos, na capital paranaense, em sessões com ingresso a R$ 20 (inteira). Áfricas (Bando de Teatro Olodum, direção Chica Carelli), Luz Negra (Rino Carvalho), O Pássaro do Sol (Grupo A RODA, direção Olga Gómez), Pólvora e Poesia (Fernando Guerreiro), Sargento Getúlio (Teatro NU, direção Gil Vicente Tavares), Seu Bomfim (Grupo O Território Sirius Teatro, direção Fábio Vidal e Meran Vargens) e Siré Obá – A Festa do Rei (Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas, direção Fernanda Júlia) vão representar o estado nesta ação que fará parte doFRINGE, mostra paralela do evento.

Além das apresentações, a Mostra Baiana realiza oficinas e bate-papo gratuitos, no dia 2 de abril, no SESC – Paço da Liberdade. A Oficina de Introdução ao Teatro de Sombras, com o Grupo A RODA, objetiva uma aproximação a este milenar gênero teatral. O workshop Teatro Físico – Corpo como Meio Expressivo, com O Território Sirius Teatro, busca estimular o processo criativo do artista através da abordagem de diversas práticas físicas e subsídios práticos. Já o bate-papo Nata Eniá Egbé – A Ancestralidade na Cena, com o Grupo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas, faz uma incursão no candomblé e nas questões de ritualidade, racismo e intolerância religiosa para refletir sobre a identidade cultural brasileira e suas contribuições na cena e na construção de um discurso artístico.

A iniciativa integra o Programa de Difusão do Teatro da Bahia e é realizada pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA), com o objetivo de promover a recente produção teatral baiana, estimular o seu intercâmbio e apresentar um panorama deste cenário com encenações de qualidade técnica e artística.

Os sete espetáculos vão ter as suas necessidades logísticas (passagens, hospedagem e alimentação) custeadas pela FUNCEB. Uma equipe de produção e um profissional de Relações Públicas vão acompanhar as atividades, garantindo também a divulgação e a promoção da Mostra, bem como as investidas em comunicação e na articulação de negócios. Tudo isto se torna possível pela parceria consolidada com o próprio Festival de Teatro de Curitiba, que incentiva a realização de mostras especiais dentro do FRINGE para fortalecer o espaço de troca e divulgação da produção teatral brasileira, e oferecerá as devidas pautas em teatro e aparatos técnicos.

Premiado e nacionalmente reconhecido ator de teatro, cinema e televisão, Wagner Moura aceitou o convite de fazer a seleção dos participantes da Mostra Baiana, com a colaboração de Vadinha Moura. E durante o processo Wagner diz ter se surpreendido com a nova safra de atores baianos. “Eu conhecia e admirava muitos dos artistas pré-selecionados, mas me surpreendi muito com os mais jovens, o que confirma a continuidade da extraordinária vocação que a Bahia tem para fazer teatro”, afirma Wagner.

Kit Difusão do Teatro da Bahia – Os espetáculos da Mostra Baiana foram escolhidos a partir do Kit Difusão do Teatro da Bahia, que reúne informações sobre 28 montagens teatrais no intuito de ampliar a visibilidade delas nacional e internacionalmente. Este material inédito, que apresenta textos trilíngues (português, inglês e espanhol), imagens e vídeos, será lançado na abertura do evento, onde curadores, produtores, artistas, representantes de diversos festivais de artes cênicas e imprensa especializada estarão presentes.

O Kit Difusão do Teatro da Bahia foi composto através de uma consulta a instituições de referência na área – Cooperativa Baiana de Teatro, Sindicato dos Artistas e Técnicos em Diversões do Estado da Bahia (SATED-BA) e Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em conjunto com a Coordenação de Teatro da FUNCEB –, que indicaram 16 espetáculos. Para completar o material, a FUNCEB realizou inscrições através de uma convocação pública. Os trabalhos que se candidataram foram avaliados por três curadores: Maria Rejane Reinaldo (atriz, diretora, pesquisadora, gestora e produtora cultural, diretora do Programa de Formação do Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga), Sérgio Bacelar (idealizador e coordenador do Festival de Teatro Brasileiro) e César Augusto (ator, produtor e diretor, integrante da Cia. dos Atores e diretor do TEMPO_FESTIVAL das Artes – RJ). Eles selecionaram mais 12 montagens, levando em conta a qualidade artística e a potencialidade delas para o desenvolvimento das atividades de difusão.

Após o lançamento no dia 27 de março no Festival de Teatro de Curitiba, o Kit Difusão do Teatro da Bahiaserá enviado a profissionais relacionados a projetos significativos de difusão, circulação e divulgação de espetáculos teatrais no Brasil e no exterior. Em seguida, será iniciado o trabalho de produção de uma nova edição, com montagens estreadas em 2012 e 2013.

Espetáculos que compõem o Kit Difusão do Teatro da Bahia

A Farsa da Grande Fortuna

Áfricas

As Velhas

Bença

Cabaré da Rrrraça

Cacilda

De Sol, de Céu e de Lua

Deus Danado

História de uma Lágrima Furtiva de Cordel

Luz Negra

Mar me Quer

MPB – Mulher Popular Brasileira

Namíbia, Não!

Nhô Guimarães

O Dia 14

O Inspetor Geral

O Nariz do Poeta

Ó Paí, Ó

O Pássaro do Sol

Os Sonhos de Segismundo

Pólvora e Poesia

Remendo, Remendó

Sargento Getúlio

Seu Bomfim

Siré Obá – A Festa do Rei

Sonhos de uma Noite de Verão

Um Caso de Língua

Vira Lona, Lona Vira

SERVIÇO – MOSTRA BAIANA NO FRINGE 2013

Local: Teatro José Maria Santos (R. Treze de Maio, 655, Centro. Tel.: 41 3322-7150)

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Pólvora e Poesia

Datas e horários: 27/03 – 21h e 28/03 – 18h e 21h

Luz Negra

Datas e horários: 29/03 – 21h e 30/03 – 18h e 21h

O Pássaro do Sol (infanto-juvenil)

Datas e horários: 30/03 – 16h e 31/03 – 11h e 16h

Seu Bomfim

Datas e horários: 31/03 – 21h e 01/04 – 18h e 21h

Siré Obá – A Festa do Rei

Datas e horários: 03/04 – 21h e 04/04 – 18h e 21h

Sargento Getúlio

Datas e horários: 05/04 – 21h e 06/04 – 18h e 21h

Áfricas (infanto-juvenil)

Datas e horários: 06/04 – 11h e 07/04 – 11h e 16h

Oficinas e Bate-papo

Local: SESC – Paço da Liberdade (Praça Generoso Marques, 180. Tel.: 41 3234-4200)

Quando: 2 de abril

Gratuito

Inscrições nas oficinas: oficinas@festivaldecuritiba.com.br

Bate-papo com livre acesso

Oficina de Introdução ao Teatro de Sombras, 9h às 13h

Workshop Teatro Físico – Corpo como Meio Expressivo, 14h às 18h

Bate-papo Nata Eniá Egbé – A Ancestralidade na Cena, 14h às 18h

Apoio: FRINGE / Festival de Teatro de Curitiba

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9976 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).