Moradores de Santo Amaro fazem protesto contra derrubada de quiosque

A ameaça de derrubada de um quiosque, localizado na Avenida Rui Barbosa – Praça do Bomfim, no município de Santo Amaro, tem mobilizado a população do local.
A ameaça de derrubada de um quiosque, localizado na Avenida Rui Barbosa – Praça do Bomfim, no município de Santo Amaro, tem mobilizado a população do local.
A ameaça de derrubada de um quiosque, localizado na Avenida Rui Barbosa – Praça do Bomfim, no município de Santo Amaro, tem mobilizado a população do local.
A ameaça de derrubada de um quiosque, localizado na Avenida Rui Barbosa – Praça do Bomfim, no município de Santo Amaro, tem mobilizado a população do local.

A ameaça de derrubada de um quiosque, localizado na Avenida Rui Barbosa – Praça do Bomfim, no município de Santo Amaro, tem mobilizado a população do local. A polêmica tem se espalhado pelas redes sociais e os moradores da região prometem uma grande manifestação para evitar o que chamam de injustiça. De acordo com a proprietária do quiosque, Ana Patrícia de Santana, um preposto da prefeitura teria garantido que a demolição ocorrerá nesta segunda-feira (11). “Até agora (10/03/2013), não recebemos nenhum documento pedindo a desocupação e ele insiste em dizer que derrubará de qualquer jeito. É um absurdo, pois esta é a nossa fonte de renda. É daqui que sustento os meus três filhos”, afirmou.

Patrícia disse ainda que o quiosque existe no local há, pelo menos, 30 anos. “Antes eram outras pessoas que atuavam aqui. Com a minha administração já são 12 anos. Em 2008, o então prefeito João Mello, reformou a praça e, mesmo contra a minha vontade, dividiu a barraca ao meio. Hoje trabalho em apenas metade do quiosque e, agora, querem me tirar até isso”, completou.

Conforme Patrícia a única solução apresentada pela prefeitura de Santo Amaro teria sido a transferência para um ponto comercial na rodoviária da cidade. “Como posso aceitar uma barraca na rodoviária morando no Bonfim? Como eu e meus filhos, que me ajudam no quiosque, vamos voltar para casa após o trabalho, tarde da noite? Além disso, qual será este quiosque? Pois, pelo que sabemos, todos os quiosque da rodoviária estão ocupados. Será que outra pessoa terá que passar pela mesma situação que estamos passando agora?”, questionou. A administração atual da cidade, comandada pelo prefeito Ricardo Machado, ainda não se posicionou sobre as manifestações.

Sobre Carlos Augusto 9449 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).