Vereador soteropolitano disque que para falar com secretário municipal de Saúde só com “Disque Milagre”

Duda Sanches: “Há sete dias que tento falar com o titular da pasta de Saúde, sem sucesso. E, infelizmente, isso é uma prática rotineira. Afinal, quando foi secretário do Estado não atendia aos deputados e permanece com o mesmo modus operandi sem atender aos edis."
Duda Sanches: “Há sete dias que tento falar com o titular da pasta de Saúde, sem sucesso. E, infelizmente, isso é uma prática rotineira. Afinal, quando foi secretário do Estado não atendia aos deputados e permanece com o mesmo modus operandi sem atender aos edis."
Duda Sanches: “Há sete dias que tento falar com o titular da pasta de Saúde, sem sucesso. E, infelizmente, isso é uma prática rotineira. Afinal, quando foi secretário do Estado não atendia aos deputados e permanece com o mesmo modus operandi sem atender aos edis."
Duda Sanches: “Há sete dias que tento falar com o titular da pasta de Saúde, sem sucesso. E, infelizmente, isso é uma prática rotineira. Afinal, quando foi secretário do Estado não atendia aos deputados e permanece com o mesmo modus operandi sem atender aos edis.”

O vereador Duda Sanches, líder do PSD na Câmara de Salvador, em pronunciamento no plenário da Casa destacou que só com um “Disque Milagre” para conseguir falar com o secretario municipal de Saúde, José Antônio Rodrigues.

“Há sete dias que tento falar com o titular da pasta de Saúde, sem sucesso. E, infelizmente, isso é uma prática rotineira. Afinal, quando foi secretário do Estado não atendia aos deputados e permanece com o mesmo modus operandi sem atender aos edis. Queria apenas informá-lo que o Posto de Saúde da Família no bairro de São Cristovão, batizado de Aristides Maltês, foi construído, através de um convênio com o Governo do Estado com a finalidade exclusiva de atender ao programa federal Saúde da Família (PSF) e a desativação do mesmo, que deve passar a ser Unidade Básica de Saúde (UBS), irá caracterizar desvio de finalidade e objeto”, pontuou.

Mais além, Duda Sanches disse querer saber o porquê de o executivo municipal não construir primeiro uma nova unidade para somente então desativar a atual.

“Será que o Ministério da Saúde, que é responsável pelo repasse de recursos para os PSFs, já foi comunicado? Iremos promover uma grande audiência pública na Câmara e terminaremos com uma grande caminhada para a porta da prefeitura junto com a comunidade.Vamos lutar até o fim contra esse retrocesso na saúde de Salvador”.

Vale ressaltar que o posto foi inaugurado em 2008 com intuito de atender cerca de 16 mil pessoas por mês e conta com oito consultórios médicos e de enfermagem, dois odontológicos e unidades produtivas.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112673 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]