SPM visita Ruy Barbosa e assina manifesto em solidariedade às vítimas

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Grupos feministas e organizações de mulheres estivaram durante todo o dia nas imediações do Fórum de Ruy Barbosa.
Grupos feministas e organizações de mulheres estivaram durante todo o dia nas imediações do Fórum de Ruy Barbosa.
Lúcia Barbosa ressaltou que o caso faz refletir sobre o problema da violência sexista.
Lúcia Barbosa ressaltou que o caso faz refletir sobre o problema da violência sexista.

O primeiro dia das audiências realizadas no município de Ruy Barbosa, referentes ao caso envolvendo a banda New Hit, contou com a presença da titular da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres (SPM), Lúcia Barbosa. Mesmo não tendo acesso ao interior do Fórum Edgar Mendes de Quintela, a secretária conversou com representantes da Comissão de Defesa da Mulher da Assembleia Legislativa, do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca), dos conselhos estaduais dos Direitos da Mulher (CDDM) e dos Direitos da Criança e do Adolescente (CECA), organizações que também acompanhavam as movimentações no local. Juntamente com outras dez entidades, elas assinaram um manifesto em solidariedade às vítimas e seus familiares.

Bira Corôa, Luiza Maia e Lúcia Barbosa assinaram documento em solidariedade às jovens
Bira Corôa, Luiza Maia e Lúcia Barbosa assinaram documento em solidariedade às jovens

A tentativa era agregar mais advogados aos procedimentos de escuta das vítimas, o que foi aceito por parte da juíza Márcia Simões Costa, na tarde desta segunda-feira (18), quando a primeira adolescente prestou seu depoimento. De acordo com o Cedeca, a advogada Isabela Costa Pinto, que atuou no caso das adoções ilegais no município de Monte Santo, se juntou a outros dois profissionais que já acompanhavam a jovem. As audiências prosseguem até a quarta-feira (20/02/2013), envolvendo testemunhas de defesa e acusação, além dos próprios acusados, que foram denunciados pelo Ministério Público do Estado, pela prática de estupro, crime considerado hediondo.

Grupos feministas e organizações de mulheres estivaram durante todo o dia nas imediações do Fórum de Ruy Barbosa.
Grupos feministas e organizações de mulheres estivaram durante todo o dia nas imediações do Fórum de Ruy Barbosa.
Sobre Carlos Augusto 9644 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).