Cineasta Spike Lee grava cenas do documentário ‘Go Brazil Go’ com o prefeito de Salvador

O cineasta norte-americano Spike Lee gravou entrevista com o prefeito ACM Neto ontem (08/02/2013), no Palácio Thomé de Souza, para o documentário “Go Brazil Go”.
O cineasta norte-americano Spike Lee gravou entrevista com o prefeito ACM Neto ontem (08/02/2013), no Palácio Thomé de Souza, para o documentário “Go Brazil Go”.
O cineasta norte-americano Spike Lee gravou entrevista com o prefeito ACM Neto ontem (08/02/2013), no Palácio Thomé de Souza, para o documentário “Go Brazil Go”.
O cineasta norte-americano Spike Lee gravou entrevista com o prefeito ACM Neto ontem (08/02/2013), no Palácio Thomé de Souza, para o documentário “Go Brazil Go”.

O cineasta norte-americano Spike Lee gravou entrevista com o prefeito ACM Neto ontem (08/02/2013), no Palácio Thomé de Souza, para o documentário “Go Brazil Go”, no qual foram abordadas as políticas de reparação da cidade para reduzir o preconceito racial e social. Também foram feitas imagens na Praça Municipal, além de um depoimento com o vereador Silvio Humberto. Spike Lee trouxe para a gravação uma equipe de 25 pessoas, entre norte-americanos e brasileiros, que trabalham na produção de imagens do Carnaval. A equipe deve gravar ainda nos bairros Pelourinho, Itapuã e Liberdade.

A ideia do documentário é fazer um retrato do Brasil através dos artistas, líderes políticos e outros agentes sociais, aproveitando o momento de planejamento para a Copa das Confederações, Copa do Mundo, além de apresentar os reflexos da eleição da primeira mulher para a presidência do país, Dilma Rousseff. A produção do cineasta, no entanto, mantém sigilo sobre a programação na cidade. No Brasil, já foram visitados o Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

O prefeito ACM Neto agradeceu ao cineasta por vir a Salvador mostrar a realidade social da cidade e observou que o documentário “vem em boa hora”. “Por um lado, vai mostrar o problema que ainda existe, mas vai mostrar também que as providências estão sendo adotadas e que essa é uma questão cada vez mais tratada com seriedade”, afirmou ao final das gravações.

ACM Neto e Spike Lee.
ACM Neto e Spike Lee.

“Spike me mostrou um bom conhecimento sobre a realidade da nossa cidade e do País como um todo. Tive a oportunidade de mostrar a ele que a Bahia foi pioneira na implantação da política de cotas raciais nas universidades brasileiras. Mostrei também que logo na primeira semana de governo determinamos a constituição de um grupo de trabalho que vai apresentar uma proposta para ter a política de cotas raciais na ocupação de funções da prefeitura”, completou.

O prefeito lembrou a instalação do Observatório da Discriminação Racial, da Violência Contra a Mulher e LGBT no Carnaval como uma das ações de promoção social que serão fortalecidas nos próximos anos. “A Secretaria de Reparação terá um papel de protagonismo daqui para frente porque o Carnaval de Salvador vai ter que ser mais plural, e para ser mais plural precisa democratizar os diversos movimentos culturais. O Carnaval não pode ser de certos grupos que economicamente têm resultados”, pontuou.

Na capital da Bahia, Spike Lee ainda entrevistará Ivete Sangalo, representantes do candoblé, como Mãe Stella de Oxossi, o governador Jacques Wagner, além dos músicos Carlinhos Brown e Daniela Mércury.

Ainda em 2013, o cineasta deve voltar mais quatro vezes ao Brasil, para novas gravações. O documentário ‘Go Brazil, Go’ deve ser lançado no Festival de Cannes de 2014.

Perfil

Spike Lee iniciou sua carreira na década de 70. Desde então, foi indicado duas vezes ao Oscar, pelo filme Faça a Coisa Certa (1989) e pelo documentário Quatro Meninas – Uma História Real (1997). O currículo reúne também mais de 35 projetos, incluindo Malcom X (2012) e o clipe They Don’t Care About Us (1996) – gravado no Rio de Janeiro e em Salvador.

Sobre Carlos Augusto 9463 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).